Seguidores

terça-feira, 12 de março de 2013

Soterópolis Parada


Soterópolis Parada

 

Como na maioria das grandes cidades, Salvador sofre com a violência, sujeira e principalmente com os engarrafamentos.

A herança de João Henrique tem dado muito trabalho para o novo prefeito, ACM Neto, contudo a falta de educação de quem mora aqui é um grande diferencial, ninguém respeita o direito dos outros, a lei e ordem é uma ficção onde somente o nosso vizinho deve cumprir.

Uma grande prova disso é a cultura do engarrafamento, a cidade virou refém do trânsito, tudo o que acontece se reflete no caótico trânsito urbano.

Não é somente a falta de investimento no setor a causa da grande confusão no tráfego soteropolitano, tudo é motivo para a cidade travar.

Caso aconteça uma chuva mais pesada, a inundação toma conta dos principais locais, se tiver deslizamento pior ainda; Se  acontecer qualquer acidente de trânsito é certo o  congestionamento acontecer em muitos quilômetros; Agora é impressionante as pessoas resolverem  utilizar  esse artifício   contra a própria população.

Se alguém é assassinado em um lugar como Águas Claras as pessoas param a principal saída da cidade, mesmo que o poder público tivesse culpa no homicídio seria um absurdo, mas a comunidade exige a investigação parando o trânsito, é um verdadeiro contra-senso.

Até os motoristas de ônibus usam esse meio de protesto por qualquer motivo, dessa vez foi porque um banheiro comunitário foi demolido, eles resolveram parar todos os transportes travando o trânsito e no dia anterior, os comerciantes da Vasco da Gama ameaçaram também parar o trânsito em protesto contra a proibição do estacionamento na área.

Quer dizer que as pessoas se acostumaram com a baderna soteropolitana de João Henrique e agora quando a ordem tenta ser implantada, PARA TUDO! E lá vem mais engarrafamento.


 

Marcelo de Oliveira Souza

http://marceloescritor2.blogspot.com
www.poesiassemfronteiras.no.comunidades.net
face: psfronteiras

Nenhum comentário:

Postar um comentário