Seguidores

sexta-feira, 17 de novembro de 2017

UFO

UFO 





Lá de cima 

Vejo uma luz 

Encima da neblina 

Com um facho que ilumina 

De forma discoidal. 



Uma coisa que não é normal 

Não é avião, Helicóptero. 

Voa até em espiral 

É algo intrigante e sensacional. 



Se eu for falar 

Ninguém acredita 

Mas a verdade existe 

Pairando lá fora persiste 

Num movimento 

Que não  é  usual. 



O povo sai correndo 

De dentro do canavial 

Onde todos comentam assustados 

Na verdade surreal. 

A sua marca fica no solo 

Num desenho colossal 



Uns dizem que é mensagem 

Outros dizem que é sinal 

A curiosidade arde 

Com o evento descomunal 

Mas no outro dia ... 

Todos fingem esquecer 

Com medo do que possa acontecer 

Com essa história de UFO 

Ser na vida real. 





Marcelo de Oliveira Souza,iwa 

 

sexta-feira, 10 de novembro de 2017

A Hora do Protesto



A Hora do Protesto





Nesse dia de protesto contra os desmandos dos nossos governantes pelas   mudanças na previdência e nas leis trabalhistas, não poderíamos deixar de falar sobre esses assunto tão importante, onde mais uma vez os brasileiros têm que arcar com as contas dos inúmeros “desmandos” financeiros dos nossos gestores.
As  pessoas com certeza estão nas ruas protestando, gritando de diversas formas, mas os nossos algozes já estão acostumados e com a cara lavada com tanto banho de protesto,  é capaz ainda de estarem se divertindo com tanta encenação, eles já não ligam com esses atos, isso já é coisa do passado, pois o mundo mudou e temos que raciocinar como seriam esses protestos, porque  nesse “nosso” Brasil nada dessa forma vai adiante, greve não vai mais adiante, principalmente na nossa conjuntura atual de perdas de direitos.
Ainda o que segura esse “povo” é realmente o poder do voto, onde a gente mesmo,  vota mal, escolhe os péssimos gestores, que fazem as suas ricas propagandas um verdadeiro palco de paixões, mostrando  inúmeros projetos de onde o país dá certo, contudo vai dando cada vez mais errado.
Teríamos  que usar a nossa obrigação de votar a nosso favor, pois o voto é a verdadeira arma para aniquilar os “incompetentes” do poder,  mas essa “arma” somente vai para quem realmente tem uma consciência política, pois se fosse num país de verdade jamais votaríamos em candidato corrupto, bandido com a folha podre, mas quando chega a hora do voto, as pessoas esquecem o que determinados políticos fizeram e assim a nossa História continua com muita corrupção e muito sofrimento, porque pior do que esses péssimos políticos é quem vende nosso país por um saco de cimento ou algo até menor, isso dificulta que o Brasil siga rumo ao futuro, cujas pessoas estão cada vez mais cerceadas de tudo.
Quando  pararmos para refletir sobre o que é um protesto, sobre como fazer greve de verdade, as coisas iriam mudar;  vamos fazer greve sim, boicotando esse povo na hora da eleição, vamos fazer greve de verdade ausentando-nos  das maiores festividades, sem compras no Natal, Carnaval, sem bebidas alcoólicas...
Aí sim  teríamos uma greve de verdade, sem violência, mas com muito barulho, entretanto  como isso não irá acontecer, vamos ficar eternamente gritando, esperneando e perdendo tempo defendendo ou acusando políticos que não ligam, nem ligarão para  jamais para  nenhum de nós.

Marcelo de Oliveira Souza,iwa

quinta-feira, 2 de novembro de 2017

Finados III







Finados III 



De mortos acabados 
A Corpos enterrados... 
Com choros desesperados 
Vieram os obsidiados 
E os azulados... 
Numa evolução 
Os mistérios, desvendados 
A roupa costurada 
Largou a alma atordoada 
Tudo modificado, 
A venda foi tirada! 
A energia renovada 
Mais um passo alcançado 
Na expiação designada 
Saindo feliz... 
Com a missão concretizada 
Esperando uma nova visita 
Instaurada. 
Não descansamos mais 
Nem voltamos atrás 
Trabalhamos mais, 
E temos a alma novamente 
Libertada! 



Marcelo de Oliveira souza,iwa

sexta-feira, 27 de outubro de 2017

Escritor Carioca Radicado na Bahia entra na Academia de Letras do Brasil/MS




Escritor Carioca Radicado na Bahia entra na Academia de Letras do Brasil/MS 


O Escritor Carioca Radicado na Bahia, Marcelo de Oliveira Souza,IWA; organizador do concurso literário Poesias sem Fronteiras e do Prêmio Literário Escritor Marcelo de Oliveira Souza, iwa; autor dos livros A Sala de Aula; Conto e Reconto; Confissões Poéticas; Sobrevivendo; tem o prazer de comunicar a sua entrada em mais uma academia, onde dessa vez teve a honra de figurar na Academia de Letras do Brasil, seccional de Mato Grosso do Sul, presidida atualmente pelo competente escritor e editor Rogério Fernandes Leme. 
Onde faz a questão de externar o seu agradecimento pela honraria ao sr. presidente e a todos que acompanham a sua trajetória. 

Marcelo de Oliveira Souza,iwa 

sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Dia do Poeta!




Dia do Poeta

Não existe noite
Sem dia,
Não existe tristeza
Sem alegria,
Não existe ação
Sem letargia,
Não existe vida
Sem nostalgia,
Não existe família
Sem dinastia...

Não existe carinho
Em demasia...
Não existe amor
Sem fantasia
Não existe dia do poeta
Sem poesia!


Marcelo de Oliveira Souza,iwa


O Fétido Problema







O Fétido Problema


A nossa cidade de Salvador é  mundialmente conhecida pelos seus inúmeros atrativos naturais, ela é privilegiada também  por ser praticamente cercada por água.
Uma das grandes vantagens da nossa terra é isso, a sua localização, temos o privilégio de ter duas cidades em uma só, a cidade alta e a cidade baixa.
O turismo aqui poderia até ser bem melhor, se os nossos gestores pensassem um pouco em valorizá-la, visto que se chegar um dia de domingo e não tiver praia,  e não formos passear na Barra ou Pelourinho, a cidade praticamente some, pois sobram poucos lugares de visitação como o Parque da Cidade, o Parque de Pituaçu e o Dique do Tororó,  o que é muito pouco para uma imensa cidade com a quarta população do país.
Não podemos nem relacionar  a Lagoa do Abaeté, que  se destruiu, um lugar bucólico cercado por dunas, mas foi deixado ao desprezo pelos órgãos responsáveis e hoje não tem condição nenhuma de poder frequentar o local.
O Parque da Cidade, que foi reinaugurado há pouco tempo, só tem a parte da frente, se andarmos pelo local por completo, não voltamos por causa da bandidagem, mesma coisa é o Parque de Pituaçu.
O único lugar que podíamos dar uma volta por completo era o Dique do Tororó, é pequenininho mas dava para fazer uma caminhada, tirar umas fotos, mas agora perdemos até esse local aprazível, pois com o descuido, deixaram algas perniciosas proliferarem e tomarem conta do espelho d’água, tornando o local uma fedentina pura, ninguém tem condição nenhuma de dar uma voltinha sem sair enjoado ou enojado com tanto fedor, mas o que fede mais ainda é a relação entre o governo e a prefeitura, que não se entendem, no que tange a quem vai resolver esse fétido problema.
Precisamos urgentemente de uma cidade acolhedora, que não possamos ter medo de visitar nossos pontos turísticos, pois quem vem de fora sai com uma impressão ruim, mas quem está aqui tem que conviver e sofrer diariamente com isso.


Marcelo de Oliveira Souza.IWA


domingo, 15 de outubro de 2017

A Última Fronteira - homenagem ao dia dos professores -





A Última Fronteira
.

Nesse ponto de união
A escola fez-se emancipação
Culturas, mundo e teoria
Todo  mundo na educação.

Do medo sai a força
Da tristeza, alegria...
Na educação da agonia
O professor faz milagre
Um rosto perdido, se irradia.

O professor pega a dianteira
Ele é a última fronteira!
Curte, define, atina
Mas diante do caos
O professor  nos ensina.

Adulto, menino ou menina,
Alguns sucumbem na sua cina...
Mas a luz do seu ser
...Ilumina seu dia e fascina
Todo  mundo que quer aprender.

Ele se esquece de tudo
Só vivendo o agora,
No mundo que é a escola
E o estudo...
Ele ensina a viver.

E quando chega
O fim do dia,
O professor se recolhe
O assunto ele escolhe
Colocando o trem
No trilho da vida
Onde a sua estação
Você vai conhecer.


Marcelo de Oliveira Souza,iwa