Seguidores

domingo, 15 de outubro de 2017

A Última Fronteira - homenagem ao dia dos professores -





A Última Fronteira
.

Nesse ponto de união
A escola fez-se emancipação
Culturas, mundo e teoria
Todo  mundo na educação.

Do medo sai a força
Da tristeza, alegria...
Na educação da agonia
O professor faz milagre
Um rosto perdido, se irradia.

O professor pega a dianteira
Ele é a última fronteira!
Curte, define, atina
Mas diante do caos
O professor  nos ensina.

Adulto, menino ou menina,
Alguns sucumbem na sua cina...
Mas a luz do seu ser
...Ilumina seu dia e fascina
Todo  mundo que quer aprender.

Ele se esquece de tudo
Só vivendo o agora,
No mundo que é a escola
E o estudo...
Ele ensina a viver.

E quando chega
O fim do dia,
O professor se recolhe
O assunto ele escolhe
Colocando o trem
No trilho da vida
Onde a sua estação
Você vai conhecer.


Marcelo de Oliveira Souza,iwa

quinta-feira, 12 de outubro de 2017

O Prazer de Brincar



O Prazer de Brincar 


O Dia das Crianças está chegando, muitas lojas se animando, como sempre o consumismo vigora, tomando o espaço da mídia com muitas “ofertas” para comemorar o seu dia. 
O consumismo é tão grande que querem trocar o feriado nacional, que é de Nossa Senhora Aparecida, pelo Dia das Crianças, a homenagem do feriado é da padroeira do Brasil, mas como a nossa padroeira só alimenta a alma e não os bolsos dos empresários, a sociedade está esquecendo o feriado católico. 
Assim, esse dia que é mais uma data privilegiada pelo consumismo, isso é muito sério, pois a criancinha não tem noção das coisas, ela está aprendendo aos poucos e cabe aos seus pais e mães orientarem e conversarem sobre esse grande problema. 
Muitos deles esquecem a nossa maior lição, que é a do amor e companheirismo e “enforcam” o cartão de crédito para comprar o presente que a criança tanto almeja. 
A lembrança tem a sua importância, contudo o mais importante para a criança é o companheirismo dos seus responsáveis. 
No dia das crianças, olhe seu filho com carinho e vá brincar com ele, pois a criança só quer uma coisa: O PRAZER DE BRINCAR. 

FELIZ DIA DAS CRIANÇAS!


Marcelo de Oliveira Souza,iwa

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Aniversário da Padroeira






Aniversário da Padroeira 



Santa mãe querida 
Nossa senhora Aparecida 
Cuidai da nossa vida 
Nesse seu dia de alegria. 



Emprestado para as crianças 
Seguimos nossas esperanças; 
Todos lembram do seu dia, 
Como uma grande sinfonia 
Cantamos e vibramos 
De qualquer maneira 
O aniversário da nossa 
Padroeira! 

* Homenagem à padroeira do Brasil


Marcelo de Oliveira Souza,IWA

sexta-feira, 6 de outubro de 2017

Outubro Rosa!


Outubro Rosa 


As rosas vão sendo apertadas 
Elas vão desfalecendo... 
As pétalas caindo, 
Umas dão o retorno 
Com uma espetada, 
Não podem ser maltratadas! 
Outras rosas são apertadas 
Apalpadas e cuidadas 
São tão singelas quanto... 
Ainda mais amadas 
E cuidadas, mesmo na pressão ! 
Com as mãos espalmadas 
Elas procuram atenção 
De um lado e do outro 
As rosas são atendidas 
Muitas saudáveis outras feridas... 
Mas nunca são atingidas 
Pela foice maldita 
Quando para o autoexame 
For dirigida. 

Homenagem à campanha Outubro Rosa!

Marcelo de Oliveira Souza,iwa

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Mariana!





Mariana 

A água represada 
Um dia pronta 
Bem tratada 
Esperando ser usada. 

Um rompimento 
Com muito sofrimento 
O minério do falecimento 
Eclode em Mariana. 

A menina sofrida 
Toma mais um susto 
Tudo fica revirado 
A lama é um atentado. 

Vai destruindo o mundo 
Todo tipo de vida 
Vira sombra e dor 
Mariana sofre 
E passa para frente. 

O caminho maldito 
Onde a lama passa 
Tudo é destruído 
O povo reclama 
A água se esvai. 


Só fica a tristeza 
De quem perdeu tudo 
E a esperança do absurdo 
De um dia ser reparado. 


Sobre o rompimento da represa minera em Mariana,MG Brasil, que nessa semana  completa dois tristes anos.

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Nibiru



NIbiru

Como sabemos, nosso sistema solar tem  uma infinidade de planetas que orbitam ao redor do sol, todos numa trajetória anti-horária, sendo que o nosso  tem 365 dias e uns quebrados para completar a trajetória.
Recentemente tivemos a oportunidade de saber sobre  um planeta chamado Nibiru, ou Planeta X,  que  tem dez vezes a massa da Terra, onde foi estipulada  a trajetória ao redor do nosso sol demorando  milênios para concluí-la, chega-se a falar que já foi visto a olho nu,  em alguns países, mas segmentos do governo americano - que detém a maior informação - não revela para as pessoas com medo de que possa causar pânico na sociedade mundial, como existem mais segredos desse tipo do que possamos imaginar, essa hipótese tem que ser levada bem a sério.
Quando esse corpo celeste se aproximar, acontecerá uma infinidade de desastres naturais como terremotos, furacões, pois o magnetismo do nosso planeta será seriamente afetado, sem falar que se esse "intruso” se aproximar demais da Terra, temos a possibilidade de que haja problemas muito piores, como a nossa destruição.
Se observarmos atentamente,  tudo isso descrito  vem acontecendo, até aqui no Brasil – no Paraná – teve terremoto de mais de sete pontos na escala Richter, onde se quisermos nos aprofundar no assunto, existe um vasto acervo sobre esse tal planeta e sua trajetória, que muitos falam que chegará ao seu ponto mais próximo com a Terra no dia 23 de setembro, mas como esses cálculos astronômicos tem uma margem de erro muito grande não sabemos ao certo o dia.
Não estamos propalando essa informação para que as pessoas possam se desesperar, mas o conhecimento dos fatos e da verdade sempre é bom, pois se tiver de acontecer alguma coisa mais séria, somente os poderosos conseguirão ter o seu passaporte para a salvação e nós, vamos assistir tudo de camarote, até a cena final.


Marcelo de Oliveira Souza,iwa

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Dor de Onze de Setembro




Dor de Onze de Setembro 


Lá de cima, no céu vem aquele imenso clarão 
Acompanhado de um grande trovão 
Colocando em desespero a população, 
O povo correndo em comoção 
Gritos de horror, salvem a multidão! 
Tá tudo caindo, o mundo se destruindo 
Terremoto se esvaindo 
A torre se diluindo... 
Aquele arranha céu lindo ! 
Agredido por monstros alados. 
O fio dos desesperados 
Pobres coitados ! 
Dentro dos dois paus gigantes viraram nada ! 
Esse nada que hoje é tudo 
Que sobrou do fim do mundo... 
A torre de babel bendita 
Caiu na armadilha maldita, 
Deixando como herança setembrina 
Mais um exemplo que alucina... 
A dor cravada no peito 
Não cessou direito 
E todo ano tem o mesmo efeito 
De quem morre, sofre e carrega para sempre 
A dor do luto no peito... 






  • Homenagem Às vitimas do Onze de Setembro
  • Do livro Confissões Poéticas


Marcelo de Oliveira Souza,IWA -  Salvador - BA - Brasil
Escritor e  Organizador do Conc Lit Poesias sem Fronteiras
Instagram: marceloescritor