Seguidores

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

A Inevitabilidade da Morte!





A Inevitabilidade da Morte





Diante da inevitabilidade da morte, as pessoas caem no desespero perante um poder muito maior que a gente, em que não suportamos quando a dona da foice passa a sua sentença.
Como faz parte de todo o desenvolvimento da vida, ela vem naturalmente, imponente, muitas vezes sem a gente perceber; outras vezes ela manda o convite que as pessoas teimam em não receber, onde viramos um paciente impaciente, sofrendo com uma doença terminal.
Nesse caso não é apenas o enfermo que sofre, a família toda sente o impacto, onde esse doloroso tombo aos poucos vai corroendo as nossas resistências, da mesma forma que destrói o senso lógico de cada um.
Uns perdem até a fé em Deus, chegando até a amaldiçoá-lo, outros se apegam  mais ainda por um milagre que poderá não vir e depois do tombo vira-se contra o ser celestial, pois a intensa dor os impede de concatenar suas ideias.
Tem outros que mudam a sua religião não hora final, passa a aceitar dogmas totalmente contrário à sua experiência de vida.
Mesmo a morte nos traz muitas lições, muitos aprendizados são adquiridos diante dela, onde na maioria das vezes as pessoas depois de um tempo se resignam, tentando lembrar da época boa em que esse ente querido estava vivo, das mensagens que ele tentou enviar na sua passagem para o além; outras vezes o falecido é o alicerce de uma família que por sua fez se desmorona e não tem mais como reconstruir, mesmo diante de tanto sofrimento as pessoas não aprendem nada.
A inevitável morte nos intriga, tem cientista que estuda isso há anos, uns dizem que num futuro distante ela terá dificuldades de vim ceifar as almas, mas enquanto isso não acontece, temos que estar preparados para ela, mesmo que seja uma retórica, é a mais perfeita verdade, principalmente nessa época aqui no Brasil, onde o valor da vida está menor a cada dia, onde saímos e não sabermos se voltamos, em que o consumismo virou uma religião e o amor perante o nosso criador caiu no ostracismo. 

Homenagem póstuma à Paulo Silvino e às vitimas do triste atentado em Barcelona e região.
 



Marcelo de Oliveira Souza,IWA -  Salvador - BA - Brasil
Escritor e  Organizador do Conc Lit Poesias sem Fronteiras
Instagram: marceloescritor

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

The Best Antology of Poetry











O Escritor Marcelo de Oliveira Souza, Organizador do Concurso Literário Poesias sem Fronteiras e Prêmio Literário Escritor Marcelo de Oliveira Souza,iwa; autor dos livros A Sala de Aula, Conto e Reconto, Confissões Poéticas e Sobrevivendo, ganhou o prêmio "The Best Antology of Poetry", de melhor antologia do ano, ofertado pela Associação Internacional de Escritores, IWA; sediada nos Estados Unidos através da ilustre presidenta Teresinka Pereira.
"Agradecemos a cada um de vocês que confiam e confiaram no nosso trabalho, onde essa premiação divido com cada um que sempre acreditou nos nossos projetos"
*Quem desejar ser informado do nosso próximo concurso, enviar mensagem para marceloosouzasom@hotmail.com
Marcelo de Oliveira Souza,iwa

sábado, 12 de agosto de 2017

Relannçamento do LIvro Sobrevivendo na Flipelê!









O escritor Marcelo de Oliveira Souza,iwa; organizador do Concurso Literário Poesias sem Fronteiras e Prêmio Escritor Marcelo de Oliveira Souza,iwa, relança livro Sobrevivendo na Flipelô, em uma noite memorável, a apresentação foi na Cantina da Lua, Terreiro de Jesus.

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Coração de Estudante













Coração de Estudante

Hoje é comemorado o Dia do Estudante,  onde temos que refletir muito sobre a vida de quem vai dirigir a nossa sociedade produtiva futuramente.
A educação é muito mais abrangente do que imaginamos, desde que nascemos, começamos a aprender, o nosso cérebro é o mais perfeito computador, que registra e apreende a cada segundo, principalmente quando estamos começando a nossa jornada da vida.
Nessa abstração cerebral, temos que dar aos nossos filhos todas as facilidades possíveis para que  o crescimento cognitivo da criança flua normalmente, oferecendo carinho, atenção e instrução.
Não importa a classe social, o amor não é medido através do valor financeiro, ele é medido por sentimento, que é a nossa verdadeira herança.
Quando a criança começar a sua vida estudantil, deverá estar pronta para engendrar em outro mundo, acreditando-se que a primeira etapa -  a educação que vem de casa – já esteja  cumprida.
Não adianta o professor “jogar” um monte de informação para quem não tem a mínima condição emocional ou orgânica de abstraí-la.
Educação é muito mais que isso, assim como educar é muito mais abrangente que o aprendizado na escola.
O Coração de Estudante, muitas vezes já vem fragilizado de casa e não há nenhuma educação que possa instruir um coração fragilizado, precisamos antes disso,    recuperar a autoestima do estudante, mostrar a sua importância para a sociedade, que é a maior aula de todos os professores, a partir daí, conseguiremos alcançar algum resultado.

Feliz Dia do Estudante.


Marcelo de Oliveira Souza,iwa



quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Relançamento do Livro Sobrevivendo




O Escritor Marcelo de Oliveira Souza,iwa Organizador do Concurso Literário Poesias sem Fronteiras e Prêmio Literário Escritor Marcelo de Oliveira Souza,iwa; convida todos os amigos para o relançamento do livro Sobrevivendo, que será durante a Feira Literária Internacional do Pelourinho, no Terreiro de Jesus,
Lá na Cantina da Lua. Salvador. dia 11 de agosto de 2017 às 19h
Marcelo de Oliveira Souza

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

O Primo Chico




O  Primo  Chiico


Essa semana em Feira de Santana, Bahia, foi um verdadeiro corre-corre, pois apareceu uma doença de nome bem esquisito chamada chihungunya.
Essa doença é uma variação do vírus da dengue, onde o mosquito aedes aegypt também é o  seu transmissor, ele é considerado o “primo da dengue”, porque tem as mesmas características, só que a dengue é mais letal e os sintomas passam mais rápido que o seu primo Chico.
Ela leva esse nome porque na língua africana   quer dizer falta de mobilidade, pois a enfermidade faz endurecer as juntas, elas ficam inflamadas e doloridas por muito tempo.
A gente já havia comentado na época da Copa sobre o primo “Chico” que vinha dá África, mas muita gente não se preocupou com essa problemática, porque como na maioria dos brasileiros, eles só  vão  se preocupar depois que o caso acontece, mas o governo tem a obrigação de ser vigilante nessa questão, esquecer um pouco de vigiar nosso voto e fazer o seu trabalho.
O interessante é que ainda não estamos preparados para enfrentar inúmeras moléstias, mesmo com toda tecnologia que dispomos para contar os votos nas urnas, pois para saber se a pessoa tem a moléstia, o hospital tem que fazer um exame e enviar para o norte do país, já pensou como nosso visitante vai viajar?
Daqui que volte, Chico já se alastrou no estado inteiro e depois por todo o pais da Copa do Mundo que conseguiu penosamente organizar-se para o evento, mas não consegue discernir Chico de Francisco.


Marcelo de Oliveira Souza,iwa

terça-feira, 1 de agosto de 2017

Concurso Nacional de Poesias Augusto dos Anjos

Na última quarta-feira, dia 25/07/2017, a Secretaria Municipal de Cultura de Leopoldina publicou o edital do 26º Concurso Nacional de Poesias Augusto dos Anjos.

Nesta edição, a comissão organizadora será composta exclusivamente por membros da Secretaria Municipal de Cultura de Leopoldina. Portanto, para esclarecer qualquer dúvida a respeito do concurso o candidato deverá entrar em contato através dos e-mails e telefones que constam no edital.

Atenção: é importante a leitura completa do Edital antes de fazer a inscrição.

Principais informações:

·Acessar edital completo neste endereço: http://www.leopoldina.mg.gov.br/detalhe-da-materia/info/xxvi-concurso-nacional-de-poesias-augusto-dos-anjos/327 ;
· Período de inscrição: de 07 de agosto de 2017 (a partir das 8 horas) ao dia 01 de setembro de 2017 (até 18 horas);
· Preencher a Ficha de Inscrição online e a Ficha de Inscrição anexa ao edital com as mesmas informações;
· A Ficha de Inscrição e as 5 vias da poesia deverão ser entregues diretamente no Museu Espaço dos Anjos (endereço no Edital), ou enviadas via correio, sempre dentro do período de inscrição;
· Divulgação das 20 poesias finalistas: 30 de outubro de 2017;
· Cerimônia de premiação: 10 de novembro de 2017.

Atenciosas Saudações,
Nilza Cantoni - Segunda Secretária
Leopoldina, MG
Se não quiser continuar recebendo nossas informações, responda esta mensagem com a palavra 'excluir'.