Seguidores

sexta-feira, 20 de abril de 2018

São Lázaro ao meu Lado!



São Lázaro ao meu Lado !


Com São Lázaro ao meu lado 
Como ficar angustiado? 
Protegido no embalo 
Sua companhia, a me inspirar... 
Sou grato, abençoado! 
Vivo sempre regozijado. 
Renovo sempre de pé 
Em orações, minha fé, 
Amado e eternizado. 
Anjo forte, louvado, 
São Lázaro, sempre ao meu lado. 

Na sua companhia, inspirado 
Fortalecedor da minha vida 
De sua força, sou merecedor 
Difundindo seu nome com amor 
Na alegria, contemplado 
Na dificuldade, sustenta-nos 
É quando, percebemos 
Tudo se resolve, de imediato 
Pois 
Lázaro, amado... 
Sempre está ao meu lado. 

Marcelo de Oliveira Souza IwA🌹 

sexta-feira, 13 de abril de 2018

Qual é o CPF?






Qual  é o CPF?







Hoje o CPF, Comprovante de Pessoa Física, ficou mais importante do que a carteira de identidade, ou RG, também chamado como registro geral.
Desde quando as crianças nascem, já estão de olho no CPF dela, tem bebê que já teve nome relacionado ao SPC, Serviço de Proteção ao Crédito, pois falsários abrem empresas em nome de pessoas que ainda nem nasceram, praticamente.
Agora essas letrinhas são tudo para o brasileiro, com elas o céu é o limite!
As pessoas pedem esse documento para tudo, até para olhar preço de remédio, tem atendente que solicita, foi quando fiz essa indagação:
- Se não tiver esse famigerado documento não vende?
- Por que então me pede esse negócio?
Todo lugar é assim, para cobrar eles são ótimos, inclusive quando a gente fazia compras e passasse de um determinado valor, as mercadorias não passavam se não fosse fornecido o dito cujo.
Mas o jogo mudou, eles pediam toda hora esse “comprovante” mas como o governo daqui é esperto, eles também querem lucrar com esse  cadastro, assim eles elaboraram um plano de vincular o CPF à nota fiscal, premiando as pessoas que fornecerem o número dele e obrigando os atendentes a emitir a nota fiscal dessa forma. Os consumidores que fizerem isso, vão para a lista de sorteios mensais com grandes valores em  dinheiro como prêmio.
Só que instalou-se uma outra batalha, a de pedir a nota fiscal com esse documento vinculado, é uma verdadeira agonia, motivo para muita discussão entre atendente e consumidor, pois eles esquecem de pedir o número do cadastro e não gostam quando a gente pede depois que registra a compra, tendo que cancelar o produto, para depois fazer novamente o registro da venda.
Nós não somos obrigados  a lembrar sempre desse precioso detalhe,   mas eles têm que lembrar sim, é o trabalho deles.
Cada dia é uma agonia para conseguir a  Nota Fiscal com o nosso cadastro e nessa luta entre o rochedo e a maré, quem ganhou  mesmo foi o governo que fica assistindo a nossa luta, ainda vê  o seu potinho de ouro crescer.


Marcelo de Oliveira Souza,IwA

sexta-feira, 6 de abril de 2018

Lula e a Lei







Lula e a Lei



Não se fala em   outra coisa nessa semana   senão   sobre a situação do ex-presidente Lula, uma personalidade de renome mundial, que   supostamente envolveu-se com situações escusas que provavelmente culminarão na sua prisão.
A gente não pode nem ser taxativo em dizer que ele vai ser preso ou não, contudo tão culpados quanto esses políticos somos “nós” que alimentamos essa sistemática no Brasil de eleger pessoas desonestas, mesmo que estas sejam culpadas, elas encontrarão muitas outras que se vendem seu  voto, pelo empreguismo e pela troca de favores.
O citado réu, fez grandes mudanças no nosso país, não sabemos a que preço, contudo a rede sindical e o partido do trabalhador, de forma uníssona geriram a política de acordo com os seus anseios, onde diversas entidades beneficiadas com essa política,  hoje defende o sentenciado.
Muitos questionam que antes desse presidente, existiam muitas falcatruas, que esses não foram punidos, seria justo então dar salvo conduto a todos que enriquecem ilicitamente, baseado na História?
As pessoas hoje em dia estão cada vez mais intolerantes, onde o seu livre   pensamento, virou uma adaga ao externarmos, esses mesmos   brigam pela democracia, mas onde está mesmo a democracia de externarmos nossas opiniões?
Nossa constituição é cheia de brechas, creio que foram criadas propositalmente, para que nessas frechas dessas portas, os ratos e as baratas possam transitar.
Mesmo assim não tem praticamente nenhum   no Brasil,  dos “nossos” representantes,  que defendam a reforma penal, constitucional, que possa dar segurança ao povo brasileiro de sobreviver nessa selva urbana brasileira, onde a insegurança e a falta de educação, saúde, moradia, já é considerada endêmica, não importa quem chegue no poder, as coisas não melhoram.
A nossa política é assassina, ela fere os egos de muita gente, que morre defendendo quem não merece, nossos compatriotas se acostumaram a ter político de péssima qualidade, onde os mesmos  sempre ganham, pois os honestos  não tem como se endividar para poder levar o país adiante.
Assim funciona o nosso povo, rindo das próprias mazelas, outras vezes se corrompendo até por bobagem, cuja  lei falta, a lei falha e o banditismo domina a nação tupiniquim, restando somente aguardar os próximos capítulos...




Marcelo de Oliveira Souza,iwa



domingo, 1 de abril de 2018

Pazcoa





Pazcoa



Pazcoa...
Libertação de Jesus,
Pazcoa...
A paz que ecoa,
Turbilhão de emoções.

Paszcoa
De  comemorações!
Jesus Cristo ...
Reina nos nossos corações.

Pazcoa
Com letra diferente
Para um outro olhar indulgente
Que não   seja intransigente,
Nossas transformações.


Pazcoa
Que juntos mudaremos
Com   boas ações
Tempo de reflexões
Para que todos juntos
Possamos crescer,
Nessa corrente de orações.




Marcelo de Oliveira Souza,iwa






quarta-feira, 28 de março de 2018

A cidade de Salvador - Homenagem no seu Aniversário




Cidade de Salvador







Dia de feira

Tô com fome

Vou ali comprar!

São Joaquim, Sete Portas

Ali é o lugar.

Santo Antônio, Bonfim

Hora de rezar.

Campo da Pólvora, Curuzu

Você vai   ficar.

Cidade baixa, na Ribeira

Tem sorvete lá!

Cidade Alta, no Lacerda

Vou te enxergar.



Todos os Santos

Na baía, é de encantar

Do Centro Histórico ou

Da Barra, a gente vai lembrar.

Tudo bonito,

Tem sorriso de encantar.

Sou carioca ou baiano

Aqui vou morar

Essa cidade é muito linda

Vamos nos deleitar!

É da garota ou menina

Salvador, aniversário

Você vai gostar.



No seu dia

É todo dia

Tem tudo de encantar...

Trio elétrico, carnaval,

Caruru, acarajé e vatapá...

Numa poesia...

Um mundo, uma alegria

Salvador contagia

Eu vou comemorar!





Marcelo de Oliveira Souza,iwa



Homenagem aos 469 anos de Salvador.

quinta-feira, 22 de março de 2018

O Milagre da Água









O Milagre da Água 



Seca, secura 
do mal, uma amargura 
Corpos Esquálidos 
Caídos, Fedidos. 

O sertão perdido 
Parecendo punido 
Da dor, um prurido... 
Desejado belo 
Vira bicho fedido. 

Na gosma, vem o alarido 
Com o corpo repartido 
Alimento da ave carniceira 
Onde de repente 
O céu se fecha 
Cuja água aplaca o sofrimento 
Por um momento... 
Para depois tudo recomeçar. 

Marcelo de Oliveira Souza,iwa




sexta-feira, 16 de março de 2018

Para sempre recordar...



Para sempre recordar...




Eu te encontro sozinha,
...Ponho-me a pensar
Onde   seria   o seu lugar ?
Sua mão singela
Junto com a minha
Deve estar.

No sulco verde das árvores
Ponho-me a recortar,
Sangrando nitidamente
Nossas iniciais,
Para a eterna união
Sempre recordar...
Onde   depois disso
Nunca mais sozinha
Você iria  estar.



Marcelo de Oliveira Souza,iwa


terça-feira, 13 de março de 2018

O Grito





O Grito😵

O grito de atenção 
do professor explicando a lição. 
O grito de adeus 
do viajante à sua paixão. 
O grito de fome 
da criança sem refeição. 
o grito do homem 
assaltado pelo ladrão. 
O grito dos amantes 
numa noite de paixão. 
O grito do preso 
ao sair da prisão. 
O grito do povo 
pedindo saúde à população. 
O grito de ajuda 
contra a injustiça então. 

O grito do faminto 
querendo alimentação. 
O grito do político 
enganando o povão. 
O grito da juventude 
perdendo tempo na televisão. 
O grito do homem cego 
sem nenhuma visão. 
O grito da vida 
pulsando no coração. 
O grito do padre 
implorando compaixão. 
O grito de Deus 
estendendo a mão! 
O grito do mau 
sofrendo sua pressão. 
às vezes vale a pena gritar. 
Marcelo de Oliveira Souza IwA
🤔Do livro Escritores Brasileiros Contemporâneos
🤔Do blog: http://marceloescritor2.blogspot.com

segunda-feira, 12 de março de 2018

Cá estamos Nós!






Cá estamos Nós! 







Cá estamos nós 

Órfãos do criador 

Escrevendo com fervor, 

Numa inspiração celestial. 



Cá estamos nós 

Sem tu, sem vós 

Carlos Ribeiro partiu 

Com homenagem sepulcral. 


Cá estamos nós 

Do mundo inteiro 

De janeiro a janeiro 

Sem nosso companheiro 

- triste desse Natal! 


Cá estamos nós 

Refletindo sobre vós 

Na sua força de escritor 

Com pegada descomunal. 



Cá estamos nós 

Carlos Ribeiro 

Estamos sim, com vós 

Nas letras que deslizam 

Inspirados pelo nosso imortal. 


Homenagem póstuma ao Escritor Carlos Leite Ribeiro 



Marcelo de Oliveira Souza,iwa 



quinta-feira, 1 de março de 2018

XIV CONCURSO LITERÁRIO POESIAS SEM FRONTEIRAS







XIV CONCURSO LITERÁRIO POESIAS SEM FRONTEIRAS 
(inscrições de 01 de março  2018 até quando a cota do livro for preenchida) 


Realização dos sites 
www.poesiassemfronteiras.no.comunidades.net ; http://marceloescritor2.blogspot.com e faceboook.com/psfronteiras e do instagram @marceloecritor

Apoio: Academia  Cabista  de Letras, Artes e Ciências /RJ; Academia de Letras de Teófilo Otoni /MG; Academia de Letras e Artes do Ceará – CE: Sociedade Ibero-americana de Escritores – Espanha: Academia de Letras de Cabo Frio; Academia de Letras do Brasil/MS;

Com o objetivo de estimular poetas de todo o Brasil e de outros países, o concurso premia os melhores trabalhos, comprovando o sucesso com sua 14a edição. Em parceria com o Celeiro dos Escritores, para a publicação da Antologia "POESIAS SEM FRONTEIRAS", onde 
TODAS as poesias participantes do evento estarão publicadas.

Todos os poetas receberão um exemplar da obra, na residência, sem nenhum ônus além da taxa de inscrição (via correios, registrado).

Os poetas tem que ter idade a partir dos 
16 anos e devem enviar uma poesia (máximo 35 linhas ou 1200 caracteres com espaço), tema LIVRE, através da Ficha de Inscrição do site - http://www.celeirodeescritores.org/inscricao.asp  opção Concurso Poesias sem Fronteiras
Taxa de inscrição: R$ 48,00 - que corresponde a 01 exemplar da Antologia. (A ser paga através de boleto bancário, que será enviado ao participante pelo Celeiro, para a caixa de e-mail inscrita.) 

É permitido participar com mais poesias, observando: Uma poesia para cada inscrição. Exemplificando: 02 poesias = 02 exemplares = R$ 96,00

Escritores residentes, fora do país : 
35 dólares/ euros  por inscrição/um exemplar.

A Antologia "POESIAS SEM FRONTEIRAS" será publicada no mês: Junho

Obs: Inscrições de outros países serão aceitas desde que estejam na língua oficial do concurso que é Língua Portuguesa.

Os autores residentes fora do Brasil, devem enviar o valor da taxa de inscrição, via Western Union, se tiverem dificuldade entrar em contato com: Marcelo de Oliveira Souza - através do e-mail marceloosouzasom@hotmail.com .
http://celeirodeescritores.org/inscricao.asp  - opção Poesias sem Fronteiras


RESULTADO: 
No site oficial do concurso: www.poesiassemfronteiras.no.comunidades.net ; http://marceloescritor2.blogspot.com ; faceboook.com/psfronteiras

Premiação:
1°lugar: Troféu personalizado com o nome do autor e colocação + Livro Artesanal Mundo Poético + certificado + poesia publicada em destaque na Antologia e no site oficial do concurso + Imã Literário
2° lugar: Certificado + poesia publicada em destaque na Antologia e no site oficial do concurso + Livro Artesanal Mundo Poético + Chaveiro original do Olodum
3° lugar: Certificado + poesia publicada em destaque na Antologia e no site oficial do concurso. + Revista Literária da Academia de Letras de Teófilo Otoni MG + Imã Literário

• Menção Honrosa Internacional: Daremos uma   Menção Honrosa Internacional para o melhor autor estrangeiro que não estiver entre os três primeiros lugares, cuja premiação será: certificado + Livro Artesanal Mundo Poético  + Chaveiro Oficial do Olodum
 Obs:  O Livro Artesanal Mundo Poético é do organizador do Concurso Marcelo de Oliveira Souza,iwa
Marcelo de Oliveira Souza, IWA
Organizador do Concurso Literário Poesias sem Fronteiras
Contatos: : marceloosouzasom@hotmail.com e celular  com zap  71-992510196
Faça sua inscrição agora por aqui!
http://celeirodeescritores.org/inscricao.asp  - opção Poesias sem Fronteiras

sábado, 24 de fevereiro de 2018

Escritor Carioca Radicado na Bahia entra em Academia Nacional em Porto Seguro









Escritor Carioca Radicado na Bahia entra em Academia Nacional em Porto Seguro 




O Escritor Carioca Radicado na Bahia, Marcelo de Oliveira Souza,IWA; organizador do concurso literário Poesias sem Fronteiras e do Prêmio Literário Escritor Marcelo de Oliveira Souza, iwa; autor dos livros A Sala de Aula; Conto e Reconto; Confissões Poéticas; Sobrevivendo e Mundo Poético, tem o prazer de comunicar que entrou na Academia de Letras do Brasil seccional de Porto Seguro, como membro efetivo vitalício, ganhando um lindo diploma e duas medalhas referentes a esse grande passo na carreira de qualquer escritor . 
Numa noite memorável contamos com a participação do presidente nacional da entidade Mário Carabal Lopes, que numa sensibilidade ímpar, resolveu criar essa entidade que muito honra a sociedade porto-segurense, pessoas com grande influência na região do descobrimento, vieram prestigiar esse memorável evento, que se não fosse a participação irmanada de todos ligados à cultura local/nacional, seria muito mais difícil realizar tal façanha, onde não podemos deixar de mencionar nosso presidente regional Robson Ramos e a escritora Léa Lu - mentora do Vae Brasil - pelos seus desprendimentos para com a entidade, alavancando a cultura local. 
Juntos somos sempre mais fortes, pensando nisso, Academia de Letras do Brasil, tem seu filho caçula em Porto Seguro, onde todos tem a certeza que esse grande passo, é muito pequeno diante de tantas façanhas culturais que todos nós iremos alcançar. 



Marcelo de Oliveira Souza,IWA

sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

A sua Verdade









Hoje em dia, as redes virtuais são verdadeiras fontes de conhecimento, de união, contudo é um grande meio desestabilizador. 
Antes as pessoas olhavam os pássaros, as árvores, a natureza pela janela. 
Depois a natureza passou a ser espremida entre os prédios, as pessoas resolveram ver pela TV o mundo que via pela janela, até outros mundos. 
Apareceu o telefone, veio encurtar laços, contudo ajudou a aumentar o estresse, telefone não tem hora! 
Hoje temos tudo isso, porém isso tudo muitas vezes desagrega, uma vírgula fora do lugar é meteoro que pode incomodar. 
Palavras não ditas, passam a ser proferidas. 
O grande nível de estresse da vida, produz a palha e a quebra de informação produz o combustível, resultando em um grande incêndio de desentendimento. 
O ser humano é predominantemente coletivo, contudo está desaprendendo viver em coletividade, onde a sua verdade é única, a dos outros, é somente dos outros. 

Marcelo de Oliveira Souza IwA

sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

Reflexão do Carnaval






Reflexão do Carnaval 


No Brasil o Carnaval é uma festa primorosa, a mais amada e até odiada do mundo, pelas suas diversas vertentes, os que amam ficam desesperados para que não termine; os que odeiam, saem do sério, ficam enclausurados dentro da psicose, ódio à festa momesca. 
Ser extremista nunca é bom, não existe verdade absoluta, precisamos analisar friamente os números e ver se a dita “Festa da Carne” tem a sua serventia, onde aqui em Salvador, o evento começa praticamente uma semana antes, na região da Barra, zona mais do que nobre da nossa capital. 
Dizem aqui, que a melhor festa é justamente a que começa antes, menos pessoas, mais turismo para nossa soterópolis. 
A grande dificuldade de muita gente aceitar essa festa, é muitas vezes sobre a questão da violência, num país que está dominado por esse sofrimento, de norte a sul; muitas pessoas ainda comentam que diante dessa crise toda, como fazer carnaval? 
Só que esse evento, movimenta muito dinheiro na cidade, nosso “pequeno cabeçudo” que o diga, soube aproveitar o evento e fazer uma bela festa. 
A nossa cidade está entre as mais visitadas nessa época, abaixo justamente do Rio de Janeiro, que tem um grande problema nas mãos, a má gestão, só para iniciar, mas não quer dizer que os nossos conterrâneos, estejam alheios a toda essa problemática, onde as duas escolas de samba, vencedoras desse ano fez um festivo relatório de todo sofrimento que passa o Rio e o resto do nosso país, onde aa letras serão temas para muita discussão e reflexão, mostrando todas essas mazelas pelo qual passa o nosso “gigante adormecido” 
As escolas mostraram brilhantemente que Carnaval não é festa de alienado, infelizmente alienado tem em todos os eventos, até quem não festeja pode ser também alienado, alheio todos esses problemas nacionais. 
Acredito que a nossa sociedade está mudando, devido a diversos fatores, inclusive a globalização é uma verdadeira revolução digital, as notícias caminham tão rápido que não conseguimos acompanhar, durante a questionável festa teve muita facilidade de informação, presenciamos atos jamais noticiados pela mídia, pois a mesma não pode estar em todos os lugares, a imagem é uma subjetiva reportagem, cada um vê e faz a sua reflexão sobre o Carnaval, onde muitas já oram, rezam, para que a festa não termine, outros imploram ao deus festivo, que não termine a gandaia, o mundo ilusório, pois após a quarta acinzentada, o “Gigante Adormecido”, desperta moderadamente para seus problemas. 






Marcelo de Oliveira Souza,iwa 

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

Carnaval



Carnaval

A alegria chegou
O trio elétrico passou
A multidão também,
Alguém ficou
Caído no chão!
Uma arma de encontrão
Furou o pulmão
Todos gritando
Indo atrás da atração.
Gente de montão
Felicidade de milhão!
Em todo lugar uma transmissão!
Em outros lugares empurrão...
Ali no cantinho um chupão
Mais à frente cervejão!
O malhado valentão
Terminou na prisão,
Levou um cachação!...
Todo mundo vira multidão
Camarotes do barão
Folia bem diferente, não?
Mas também tem o folião
Dos blocos e do arrastão...
Nas cinzas ainda não basta, não!
A tristeza do cordão
Que virou cordeiro,
Trabalhou e dançou
Mas acabou sem dinheiro na mão!
Mais triste ainda quem gastou...
E nem  chegou a brilhar
Mas terminou a quarta feira
Beirando o caixão!
Esperando a reencarnação
Para voltar à folia
Com toda energia
Ver tudo recomeçar!


Marcelo de Oliveira Souza,iwa
Do Livro Confissões Poéticas

sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018

Escritor Carioca Radicado na Bahia ganha dois prêmios pela ALTO



Escritor Carioca Radicado na Bahia ganha dois prêmios pela  ALTO


O Escritor Carioca Radicado na Bahia, Marcelo de Oliveira Souza,IWA; organizador do concurso literário Poesias sem Fronteiras e do Prêmio Literário Escritor Marcelo de Oliveira Souza, iwa; autor dos livros A Sala de Aula; Conto e Reconto; Confissões Poéticas;  Sobrevivendo e Mundo Poético, tem o prazer de comunicar que ganhou o diploma referente ao 13° lugar no Prêmio Literário Gonzaga de Carvalho, pela Academia de Letras de Teófilo Otoni MG com a crônica “Na Carona” ainda foi laureado por essa mesma entidade com o troféu de diploma por sua  divulgação das atividades acadêmicas.
Onde faz a questão de externar o seu agradecimento pelas honrarias à presidenta Maria Augusta de Andrade Farina, secretário Wilson Colares da Costa, vice-presidente Antônio Jorge de Lima Gomes e a todos que compõem essa majestosa entidade, reiterando que estaremos sempre à disposição para colaborar e divulgar essa entidade que valoriza todos os escritores do Brasil, que integram o seu quadro acadêmico.  
Agradecemos a todos e todas que acompanham a nossa trajetória e se regozijam com as nossas vitórias.

Marcelo de Oliveira Souza,iwa








segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

Que tiro foi esse?






Que tiro foi esse? 

De repente ouve-se um tiro, a pessoa vai ao chão, mais um tiro, cai outra pessoa, quando nada, acerta a mesma pessoa, depois aparece uma sequência musical e quem estava prostrado, levanta-se alegremente a dançar. 
É assim que parte da sociedade brasileira está lidando com a violência que permeia o nosso país. 
Nessa mesma semana houve uma chacina em Fortaleza onde morreu pelo menos uma dezena de pessoas, sem ter nem mesmo muita notícia sobre esse terrível ato. 
A nossa sociedade já banalizou a violência há muito tempo, onde existem verdadeiros genocídios nas favelas brasileiras, aqui em Salvador não ficamos atrás, não saímos mais durante a noite, de dia saímos com medo de tudo e todos. 
Contudo quando esse assunto é abordado, é feito através de brincadeira, cujo "tiro" feito na música está em sentido figurado, mesmo refletindo intrinsecamente a violência das favelas do Rio, poderia servir para uma reflexão dos tempos terríveis pelo qual passamos. 
Ao invés de virar protesto, virou alegria de receber esse "tiro" e dá um "arraso" enquanto isso a criminalidade arrasa famílias, onde a impunidade reina com alegria. 

Marcelo de Oliveira Souza IwA 
Do blog http://marceloescritor2.blogspot.com 

sexta-feira, 26 de janeiro de 2018

" A la Madrid"





“A la Madrid!”

Quando a gente vem de um lugar maravilhoso como Barcelona, o nosso padrão de exigência para com as outras cidades aumenta muito, principalmente para quem vem com o destino Europa.
Assim, meio desconfiado, desembarcamos em Madrid pondo logo a cidade em desafio, fazendo como os europeus, usamos logo o metrô, é mais dificultoso que em Barcelona, pois são muitas linhas de intercessão, interessante que a gente coloca o nosso destino final, mas não tem nenhuma forma de fiscalização se fomos realmente a esse destino, ou se descemos em uma estação mais próxima.
Ficamos num hotel muito bom, chamado Leonardo, o pessoal é bastante cordial e atencioso, mas pediu um seguro de no mínimo cinquenta euros, que devolvem na saída, contudo se a gente   esquecer de pedir de volta...
A cidade é encantadora e dá para fazer praticamente tudo de metrô, quem pensa que cidade que não tem praia não tem opção, aqui na Europa não tem isso.
Os lugares que mais nos chamou atenção  foi o parque do Retiro, tem uma visão encantadora na parte central de um lago muito lido onde ficam as pessoas passeando  em pequenos barcos, inúmeros museus; tem um lugar chamado Plaza Maior, que faz a gente voltar ao passado.
Na parte de compras, Madrid, foi o lugar que mais chamou a atenção, tendo destaque a uma loja de magazine chamada Primark  que deixa qualquer um louco, impossível não comprar devido aos preços bem em conta e a grande variedade numa grande loja de cinco andares.
Madrid é uma cidade surpreendente, unindo o antigo e o moderno, na sua dose certa, os seus habitantes são atenciosos e educados, quando voltamos para o aeroporto inclusive, o taxista fez a maior festa porque estava com um brasileiro, ligou para todo mundo através de um aplicativo, isso mostra que o europeu não é tão distante quanto muita gente aqui pensa e apesar da dificuldade de se viver na Espanha, o desemprego assolando, o país é um dos destinos mais visitados no continente, fazendo jus ao título que enverga.


Marcelo de Oliveira Souza,iwa



segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

Barcelona






Barcelona

Bate forte
Vento  ameno  do norte
Cidade de grande porte
Beleza em cada forte
História e luta Catalã.

Passado e futuro, sou fã!
Sonho bem aventurado
Povo diferente, de todo lado!
Que constrói a cada dia
Sua memória, que irradia,
A suntuosa riqueza
Dum povo que nunca achou  moleza!
E da Europa, grita e sonha
Em  um dia  se libertar
Da Espanha,
Mas nem por isso
Virou as costas
Da influência ibérica,
Uma  grande herança
Que nos  põe a admirar.


Marcelo de Oliveira Souza,iwa.🇪🇸

sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

O Quadrado na sua mão!

O quadrado na sua mão!

Cada um no seu quadrado
Com seu quadradinho na mão,
Zap, instagram, face...
Tudo é questão de divulgação,
Tem até ostentação.

O estranho é a solução,
Está tudo confuso
Um mundão sem tamanho
Na palma da mão.

A prole se enrola
Com o quadrado
Vai mal na escola
Não fala, com ele,
Não se controla...
Tudo agora é ilusão.

O mundo belo escondido
Celular, alimento de bandido
Cada um com sua resolução.
E o povo continua espremido
Entre a vida e o virtual
Uma coisa que não é normal.

Sem vida, sem sentido
Os bytes na sua memória
A humanidade tem se retraído
Onde “curtir” te faz querido
Mexendo o dedo
Com o quadrado na mão.

Autômatos de nascença
Está todo mundo perdendo a crença,
A humanidade em descrença...
Enchendo a memória
Onde o quadrado conta sua história
Numa vida que não é vida
Se o quadrado não estiver na mão.



Marcelo de Oliveira Souza,iwa
Do blog http://marceloescritor2.blogspot.com


quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

Prêmio e Lançamento do livro Mundo Poético







Premiação e Lançamento de Livro

O Escritor Marcelo de Oliveira Souza, iwa; Acaba de lançar seu mais novo livro Mundo Poético, selecionado pela Editora Costelas Felinas, o mesmo foi feito artesanalmente com papel reciclado, uma norma da empresa, possui dezoito poesias relacionada como as melhores de sua carreira, discorrendo sobre diversos temas, desde o mundo virtual que nos cerca até os temas mais tradicionais como Amor.
O livro está bem em conta, para dentro do Brasil o valor fica de dezoito reais + Correios.
Além de lançar o livro, o autor recebeu no mesmo dia a premiação, com medalha e diploma, ofertada pela Academia de Letras de Teófilo Otoni, referente ao nono lugar no II Prêmio Gonzaga de Carvalho, alcançando destaque nos dois anos de criação do evento.

O autor agradece à   Academia por mais esse prêmio e aos seus amigos e leitores por acompanhar a sua trajetória.
Aceitamos pedidos para fora do país, é só entrar em contato, para combinarmos o valor.

Contato para adquirir o livro: marceloosouzasom@hotmail.com e whats app +55-71 992510196



Marcelo de Oliveira Souza,iwa