Seguidores

quarta-feira, 9 de julho de 2014

Os Sem-razão


Os sem-razão



Não costumo escrever sobre futebol, contudo essa paixão nacional fez com que a gente mudasse de ideia depois desse grande vexame da seleção brasileira.
Depois de muita confusão para que possamos sediar a Copa do Mundo, algumas pessoas ainda pensaram que o torneio estava dirigido para ser nosso.
Passamos pelos dissabores de assistir verdadeiras fortunas sendo gastas para construir arenas, a grande moda de quem sedia esse evento mundial, mas esquecemos que as arenas não dão o direito a prática de outros esportes, no caso olímpico, foi o  que ocorreu com a Arena Fonte Nova, que deixou uma grande quantidade de praticantes de outros esportes, órfãos da Copa.
Ainda sofremos com a expectativa de como seria a organização do mundial em uma cidade sem estrutura como Salvador, mas o prefeito deu o seu jeitinho de empurrar com a barriga, cuidando das vitrines como a Barra/Ondina, onde quem mora fora desse paraíso é muito difícil estacionar, pior ainda é achar transporte público.
Quem vem de fora pensa que esse lugar é uma Copacabana, pois só existe elite e turista, as praias que costumavam ser cheias, agora estão vazias, com exceção da turma do bate-bola, que estão se sentido verdadeiros artistas da bola, com os gringos assistindo.
Tudo era uma festa só, com Fan Fest e tudo, mas esqueceram de falar com o técnico do Brasil que adora subir degraus, ou melhor empurrar com o barrigão a competição, sofrendo desde o primeiro dia com a falta de preparo da nossa seleçãozinha, que de forma trôpega foi avançando, por meio de chutões da área e um salve-se quem puder.
Ao encarar a Alemanha a realidade foi cruel,-  7 a UM - percebemos que no nosso time nunca teve meio de campo, nem com a saída do "É toys" eles acordaram para isso, resultando num grande e secular fiasco.
Mas é importante uma lição dessa,  pois percebemos a supervalorização do jogador de futebol, com seus salários astronômicos, fora da realidade, onde nem na seleção eles abdicaram de ganhar verdadeiras fortunas, ainda tem gente que diz que eles são patriotas.
O futebol é importante para todos nós, mas temos que perceber que existem coisas ainda mais importantes e com essa desculpa, esquecemos de outras coisas como saúde educação, moradia, terminando sem Copa, sem benefícios básicos e sem razão.


Marcelo de Oliveira Souza

Marcelo de Oliveira Souza

Nenhum comentário:

Postar um comentário