Seguidores

sábado, 29 de junho de 2013

Lesma Torrada!



Os anos passam e muitas coisas não mudam, uma delas é essa empresa Plena, desde que eu pagava os pecados   usando os péssimos serviços dessa monstruosidade que as coisas eram difíceis.
Naquelas malfadadas horas tinha motorista que parava o que ele chama de veículo para pegar umbu, o pior que tem uns cobradores que se acham verdadeiros garanhões, não podem ver uma mulher sozinha que vai sentando logo junto, para curtirem o suplício juntos.
Essa carroça   que roda para o sertão é uma verdadeira lesma, demora MUITO para chegar ao destino, é um para-para, que dá nojo, já não basta isso, agora deu para pegar fogo, como aconteceu hoje na linha Salvador X Araci, agora vai ser uma lesma torrada!



Marcelo de Oliveira Souza

Salve a Natureza

Salve a Natureza

 

A peça escrita pelo roteirista Gilberto Filho, Salve a Natureza, aborda de forma lúdica a problemática das grandes cidades.

A história versa sobre um jardim de flores que sofre pela especulação imobiliária, onde é questionado o desenvolvimento urbano de forma desordenada em meio a  muitas brincadeiras e sons, os atores e atrizes personificam   a dor da flora ambiental, como a natureza está sendo dizimada, fazendo uma pequena alusão à nossa cidade de Salvador.

Dentre tantos questionamentos, a história leva o público a pensar como o nosso Progresso pode ser planejado e pautado na valorização do nosso ambiente.

O Progresso é um dos personagens importantes na fábula, sendo  o que mais chamou atenção,  contudo  o mais importante  é que as pessoas trabalhem essa sensibilidade no infante, pois somente assim poderemos seguir  em frente.

 


 

A Peça infantil está sendo  exibida no teatro da Livraria Cultura do Shopping Salvador.

 

 


Marcelo de Oliveira Souza



terça-feira, 25 de junho de 2013

São João da Copa das Confederações


São João da Copa das Confederações


Preparem os seus
Corações!
Gritos, bombas
Rojões,
Batida, bebida,
Mutidões,
Borrachada, garrafada, Molotov
Arrastões,
São João, São Pedro
São competições...
Blazer, Blater, ônibus
E Furgões...
Estrangeiros, estranhos passageiros
Excursões,
Bonito, belezas
Manifestações,
Tudo é festa,
Tudo é protesto
No são João
Da  Copa das Confederações!



Marcelo de Oliveira Souza
www.poesiassemfronteiras.no.comunidades.net   - Concurso Anual de Poesias

sexta-feira, 21 de junho de 2013

Amor em meio ao Caos!

Em meio ao caos,  o manifestante não esqueceu da sua namorada, que  passou mal com as bombas de gás lacrimogênio, saiu em seu socorro segurando-a nos braços, uma linda imagem diante dessa confusão!



Marcelo de Oliveira Souza
www.poesiassemfronteiras.no.comunidades.net   - Concurso Anual de Poesias

Mais um dia de agonia na Copa das Confederações

Mais um dia de agonia na Copa das Confederações

 

 

Como não poderia deixar   de ser,  Salvador entrou nos protestos pela corrupção nacional e por inúmeros outros motivos que se resume a quase tudo que perdemos no decorrer dos anos.

O povo da nossa cidade, "acostumado" a não ter direito a nada, só a gastar muito, foi acordado pelo solavanco da Copa das Confederações, onde enxurradas  de dinheiro público inundou o brio do cidadão da  soterópolis,  que grita por socorro, num ato de desespero, pois a falsa democracia brasileira, amparada por péssimos gestores, esmaga o orçamento de todos nós,  ao passo  que a gastança desenfreada dos gestores , que usam os cofres públicos como se fossem deles, controlam  os gastos quando é destinado à população, afinal o "bolo" não dá para todos.

Na esperança de ter um protesto calmo, como no dia anterior, os cidadãos da nossa cidade usaram diversos cartazes para externar suas queixas acumuladas, o Campo Grande foi a sua ouvidoria, ali no  pé do Caboclo, que pacientemente "ouvia"  os queixosos,  impávido.

Quando o grupo se consolidou,  resolveram cumprir seu intuito de ir até a Arena Fonte Nova, local praticamente blindado, uma verdadeira base militar, quem dera que em tempos normais fosse pelo menos  parecido.

Ali ninguém entrava motorizado e andando somente os moradores que tiverem munidos de comprovante de residência, muita gente ficou praticamente sitiada pelo evento.

O  povo queixoso de um lado, os militares do outro, gerou  uma grande confusão, iniciada por alguns marginais, que tinham interesse no caos.

A  Avenida  Joana Angélica virou uma pequena praça de guerra, se estendendo pela adjacências o desespero,   cujo saldo foi negativo para todos,  muita gente machucada e também  assaltada por arrastões, indo terminar no pronto socorro   do  quinto posto de saúde, provando mais uma vez dos serviços que tanto protestaram.

 

Marcelo de Oliveira Souza



Marcelo de Oliveira Souza
www.poesiassemfronteiras.no.comunidades.net   - Concurso Anual de Poesias

quarta-feira, 19 de junho de 2013

VACINANADA!

VACINANADA!

 

No Brasil percebemos que o desrespeito ao cidadão é contínuo, as pessoas não têm direito a nada, quando é abordada a questão de saúde a situação piora ainda mais.

Um país tão rico como esse somente a corrupção pode ser o motivo para a segregação também na saúde, por que a vacinação contra a gripe  não pode ser para  todas as

Pessoas?

Crianças com mais de cinco anos não são vacinadas, adultos até 59 anos  também são excluídos, todos pagam impostos mas somente alguns têm o direito de ter gratuitamente determinadas vacinas.

Hoje 19/06 tivemos o desprazer de ir a um posto de vacinação, no centro, posto da Carlos Gomes, Salvador, Bahia,  algumas pessoas estavam ali sentadas na frente do local onde tinha a placa VACINA, contudo a porta de vidro estava com um papel jornal tapando para as pessoas não verem o que estão "fazendo" no interior do local.

Dirigi-me a uma pessoa de guarda pó, que estava conversando com os sofredores da fila de espera, quando perguntamos sobre o posto de vacina, ela ironicamente disse:

- É ali senhor, a placa diz VACINA!

Retruquei  que o local estava lacrado com um papel e não dava para ver se estava funcionando, quando segui para o a fila apropriada, uma sofredora da fila de vacina avisa que a aplicadora só ia atender mais duas pessoas, pois estava cansada e só na volta do descanso.

Dez horas da manhã, uma funcionária piadista e outra preguiçosa!

Assim caminha a saúde no Estado, no Brasil, depois perguntam qual o motivo de tanta passeata agitando o Brasil.

 


 



Marcelo de Oliveira Souza
www.poesiassemfronteiras.no.comunidades.net   - Concurso Anual de Poesias

domingo, 16 de junho de 2013

A Copa Começou, a agonia não terminou.


A Copa  Começou, a agonia não terminou.

 

 

A nossa sociedade está acostumada a deixar tudo para a última hora, quando aquele tal de Valcke, organizador da Fifa,  falou sobre isso, os brasileiros não gostaram.

Essa entidade arcaica que detém os direitos do futebol   mundial, detém um negócio com lucros inimagináveis,  no entanto não quer gastar nada, dita normas e quer que o país que organiza siga-a cegamente, até o acarajé, uma iguaria típica da Bahia, eles queriam impedir a comercialização.

Num país onde o custo de vida é altíssimo, ela   ainda seciona "volunOtários" que  fazem questão de trabalhar de graça.

A s arenas foram construídas, bilhões foram gastos pelo governo, inicialmente diziam que seria uma parceria público-privada, mas o que vemos é uma enxurrada de milhões para lá  e para cá, como se não fosse nada.

O povo acordou, mesmo depois da hora, muita gente protesta, contra a Copa do Mundo, num país onde a classe média ganha oitocentos reais, como sugere a nossa presidenta, que foi vaiada na abertura da Copa das Confederações.

Em Salvador, até agora o que vimos de "legado" foi uma Arena que tirou a possibilidade da população fazer esporte olímpico - pois o antigo estádio permitia isso – e ganhamos muitos engarrafamentos,  aumento de produtos e contas, pois quem está pagando a conta é a gente mesmo, de duas formas: imposto, inconveniente e redução salarial para os funcionários públicos.

O governo acaba de acenar com muitas obras até a Copa do Mundo, a prefeitura   também, isso quer dizer, que no ano que vem, haverá mais greve, pois o funcionalismo  teve nesse ano o reajuste  da inflação deles,  que chega a oito por cento, mas o que percebemos é que a inflação galopante, gulosa,  tenta alimentar uma Copa do Mundo  usurária, onde não temos direito a  uma educação digna, só a  salários insuficientes e agora  assumimos o ônus  de comprar ingressos caríssimos e rezar para conseguir receber esse bilhete premiado.

Garanto que para os estrangeiros a dificuldade vai ser menor, pois aqui temos a grande mania de valorizar sempre os de fora, enquanto os de dentro, vão mesmo assistir a Copa pela televisão,  definitivamente.

 


 


Marcelo de Oliveira Souza

sexta-feira, 14 de junho de 2013

Mais um assado na ONU

Mais um assado  na ONU

O presidente Obama já acendeu  a  churrasqueira , os ingleses estão abanando o carvão, a troca de interesses faz esse pessoal ficar bonzinho, pois a festa vai começar.
Como ninguém tem mais raça de mandar um monte de soldado americano de filiação estrangeira virar bucha de canhão, agora eles fazem uma "festinha", prepara os "foguinhos" e joga para os sírios terminarem de se matar.
Assad prestes a ser assado, não dorme no mesmo lugar, se dormir; não larga o "osso" , não quer perder o "presente" hereditário que massageia o seu ego e engorda as suas contas bancárias.
Muita gente ainda pensa que o clube ONU se preocupa com os  países desvalidos, se fosse assim muitos países em guerra na África já tinham resolvidos os seus problemas.
Na lei do clube ONU, só quem manda é quem senta no conselho de segurança, um clube de países influentes internacionais, eles vislumbram e pesam os lucros e prejuízos e se valer a pena apoiar algum pedaço de terra  para ser independente, a ONU está ali para apoiar, se mexer com algum pais do "clube" os pretensos inconfidentes irão gritar e morrer  à toa, serão rotulados como terroristas ou coisa pior.
A Organização das Nações Unidas é sediada logo nos Estados Unidos, atestando que a neutralidade ali não existe, assim como não existe na política internacional o mau e o bonzinho, é como na política daí da sua esquina, tudo é uma questão de interesse, só muda mesmo a nomenclatura e dimensão,  pois quem vencer sempre será bom e o coerente, por outro lado, quem  perder sempre será o errado, desonesto e ditador, assim é a lei dos poderosos do "Olimpo" brincam de deuses aos seus interesses e agora é hora de churrasco, fogo brando, bem abanado, tempero adequado e vamos assar direitinho o Assad.

Marcelo de Oliveira Souza
Salvador Bahia


Marcelo de Oliveira Souza
www.poesiassemfronteiras.no.comunidades.net   - Concurso Anual de Poesias

segunda-feira, 10 de junho de 2013

Tranca Rua!

 A imagem do CAOS  se tornou o trânsito em mais um lugar de Salvador.
A falta de respeito aos profissionais que trabalham no Colégio Zumbi dos Palmares, em Tancredo Neves é tão grande que os motoristas estacionam em qualquer lugar.
Na primeira foto, o motorista sequer pensou em encostar o carro no  abrigo de ônibus, os passageiros tiveram que descer para o meio da rua, para adentrar o ônibus.
Na segunda foto, outro ônibus resolveu parar na garagem do colégio, como fazem sempre, só que desta fez ele estacionou o carro até com o portão do estabelecimento de ensino escancarado.
Quer dizer, não tem hora, nem dia, como nesse  caso que foi no dia 10/06 por volta das 06:45h.
A Transalvador não resolve nunca, quanto mais em dia de greve.


Marcelo de Oliveira Souza
www.poesiassemfronteiras.no.comunidades.net   - Concurso Anual de Poesias

domingo, 9 de junho de 2013

Homenagem ao Dia dos Namorados!

Amor sem Espanto 

Você ilumina minha alma 
Quando te vejo 
O meu coração se acalma 
Eu sempre te desejo... 
Sinto o gosto do seu beijo. 
O seu jeito especial 
Me ilumina acima do bem e do mal 
Minha mulher é sensacional! 


Fazendo parte de uma família de três 
Um triunvirato permanente 
De quem ama, de quem sente, 
Você é minha corrente... 
Que sempre ficarei ligado, apaixonado! 
Sempre sentindo e amando o meu amor 
Em qualquer dia, qualquer canto 
Sem nenhum espanto... 



Marcelo de Oliveira Souza
www.poesiassemfronteiras.no.comunidades.net   - Concurso Anual de Poesias

sábado, 8 de junho de 2013

O Rei do Sertão


O Rei do Sertão

 

 

Não  tem  Virgulino

Corisco,  nem Lampíão!

Segurando a lamparina

Tranquilo,   está

 o Rei do Sertão!

 

A seca aumenta

O juízo esquenta

O Rei do Sertão!

Com a enxada na mão!

 

Derruba  uma , duas,  três...

Quem disse que não  é de uma  só vez?

Cada espaço com o seu feijão,

Ninguém   o  supera...

A  chuva  esparsa  só cai ali

Naquele espaço!

 

O  rei  do  sertão

Com  sua  superstição...

Vislumbra  a "barra" do vento

Ao relento, ele manda.

 

O  Reinatão   ninguém  supera

Com a clava forte "debulha",

Seca   e  ensaca,

O   Valente  Renatão

Das  tarefas  de  Terra,

Do milho que encerra

a  safra  e  que conquista

Tudo naquela  serra.

 


 

Marcelo de Oliveira Souza
www.poesiassemfronteiras.no.comunidades.net   - Concurso Anual de Poesias

quinta-feira, 6 de junho de 2013

DIA DO MEIO AMBIENTE


Água nossa de cada dia.

Com o surgimento da Organização das Nações Unidas os grandes problemas que surgem tendem ser resolvidos de uma forma globalizada.
Assim foram criados dias especiais para que as pessoas possam parar para refletir sobre inúmeros problemas, como a problemática da crescente escassez da água.
A maior parte absoluta do nosso planeta é constituída de água, provavelmente por isso que as pessoas têm a ideia de que esse    precioso liquido seja interminável, resultando em um gasto desenfreado do conteúdo, quem for mais atento perceberá que os rios estão sumindo, dando lugar às valas de esgotos, as fontes naturais também; as lagoas diminuem a cada dia e em pouco tempo a água potável vai ser mais um motivo para as reações bélicas.
Muitas campanhas são feitas, como o dia mundial da água, do meio ambiente, contudo para termos realmente uma consciência vai demorar muito, as crianças ainda    mostram ter uma sensibilidade quanto ao assunto, porém quando chega à adolescência, sua fase agitada,  todo aquele aprendizado de proteção à natureza se esvai como uma pororoca nervosa na região amazônica.
É muito triste saber que em países lindos como o Brasil    as suas florestas estão sendo dizimadas, os seus patrimônios naturais dilapidados, porém o mais triste ainda, é saber que diante de toda a falta de estrutura que o governo insiste em dizer que proporciona aos seus cidadãos, como saúde, educação, moradia, nós ainda completamos esse tripé incluindo o desperdício de água    a essa lista de direitos básicos    jamais adquiridos para uma vida digna.





Marcelo de Oliveira Souza
www.poesiassemfronteiras.no.comunidades.net   - Concurso Anual de Poesias




domingo, 2 de junho de 2013

Feira do Livro no Campo Grande






 No dia 13 de maio houve o lançamento do livro de coletâneas, Coletânea Poética 13, organizado por Roberto Leal, que ecoou com bastante sucesso na feira do livro do Campo Grande, desse domingo,  o livro com diversas simbologias, instiga a imaginação do leitor.
O exemplar teve padrinhos de repercussão como Germano Machado e  Carlos Souza, nosso representante da União Brasileira dos Escritores BA;Também contou com  Valdeck Almeida de Jesus e  com novas pérolas da interminável literatura baiana como Audelina Macieira, Zilda Freitas, entre outros brasileiros e angolanos.
O  escritor e dono do blog marceloescritor2 , organizador do concurso anual POESIAS SEM FRONTEIRAS, Marcelo de Oliveira Souza, teve a honra de encabeçar o livro com a criação da orelha.




Marcelo de Oliveira Souza
www.poesiassemfronteiras.no.comunidades.net   - Concurso Anual de Poesias