Seguidores

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Distância


Distância

Acompanho-a à distância,
Quando olho pra você
Fico com o  coração em prantos,
E vejo que você se distancia.

Olhas pra mim não sei por quê!
Não me queres, não me amas
E eu continuo querendo você,
Continuo a te adorar.

Você junto a mim
Um sonho maravilhoso
Agora um sonho impossível.
Terminou o engano.

Deus! O que vou fazer?
Não deixo de pensar em você!...
E nem consigo te merecer.


Marcelo de Oliveira Souza,iwa
Do livro do autor Confissões Poéticas




Nenhum comentário:

Postar um comentário