Seguidores

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Novembro Azul




Novembro Azul 


Um medo constante 
Da invasão adiante 
O preconceito doravante 
Da piada insistente. 


O toque retal 
Da forma correta 
A entrada que desconserta 
Que poderá  salvar a vida 
Incerta. 


A bolinha que prende 
A circulação 
Ela cresce, cresce... 
Com insistência. 


Até que em  uma tarde 
O juízo arde !
Em uma  operação 
Sem solução...


Tudo isso 
Porque um homem 
Grandão 
Tem medo de fazer 
Um teste 
Que salvará  sua vida 
Te livrando de preocupação. 

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------
* Contribuição do Escritor para a campanha Novembro Azul.
* Autorizo publicação com os devidos créditos

Marcelo de Oliveira Souza,IWA

Nenhum comentário:

Postar um comentário