Seguidores

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Miss Acarajé X Mona




MISS ACARAJÉ X MONA

O desemprego tem aumentado assustadoramente aqui na nossa bela Salvador. A crise Nacional acerta em cheio o prato do trabalhador.
A economia informal cresce rapidamente, são vendedores de todo tipo.
Um tipo incomum é a classe dos vendedores de acarajé, é baseada na cultura dos negros que vieram escravizados da África.
Há pouco tempo o tabuleiro da baiana era sempre "pilotado" por uma negra com toda sua indumentária, no que virou até cartão postal, ultrapassando as nossas fronteiras.
Mas hoje não é mais assim, a confusão se espalhou por toda cidade.
Tem "baiana" loura, branca, evangélica, boiola, de todo o tipo e qualidade.
E quando ficam próximas uma da outra, falta somente sair faísca, todas almejam não só livrar o seu estômago, mas sonham muito alto, tem até umas que já abriram restaurantes no pelourinho!
Assim a competição é árdua...
Um tempo atrás apareceu um "homem" que se intitulou de Mona. Que vendia acarajé a preço muito baixo, independentemente de ser gay o quitute dele é uma delícia, como de outras baianas...
Começou a fazer sucesso, tinha dia que não sobrava, rapazes iam lá comprar fiado, pra só Deus sabe como e/ou quando. Viam a preferência sexual dele e começavam a explorar o dito cujo.
Como o sucesso sobe a cabeça, começou a aumentar o preço, e a despertar inveja.
Apareceu uma garota muito bonita e interessante, que também montou seu tabuleiro, a rapaziada da região ficou doida! Um sucesso sua acarajé, regada a muita paquera, todos migravam de mona para Miss acarajé, que cobrava ainda mais caro!
A confusão instaurou-se, foi pena para tudo quanto era lado!
Então Mona resolveu baixar o preço pela metade colocando uma placa enorme "Acarajé da Mona metade do preço".
E tudo voltou pelo menos a se aproximar da normalidade, até aparecer outro tabuleiro de acarajé com suas novidades.


*Do livro Conto & Reconto

Marcelo de Oliveira Souza

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

O Primeiro Beijo


O PRIMEIRO BEIJO


Quando mais novo, sempre costumava passar as férias de final de ano em Itaparica, uma ilha que fica perto de salvador.
Com todo o fervor da adolescência, divertia-me em meio a um cenário muito bonito e bucólico, era praia todos os dias, durante à tarde ia sempre passear de bicicleta, depois de descansar um pouco do almoço, ganhava o mundo, ia com alguns colegas que faziam turismo, explorar as belezas da terra.
Muitas garotas bonitas, andando, passeando de bicicleta e de mobilete,era uma maravilha!
Durante a noite, nós íamos pescar de jereré, aproveitávamos para conversar, à beira do cáis ao sabor do vento noturno da maré.
Um belo dia tive o prazer de conhecer uma linda morena chamada Cláudia, era uma coisinha d'outro mundo, com aquela saúde de uma menina de quinze anos, que sempre ia à praia com sua avó, mas não dava nem importância às presenças alheias, concentrada em seu banho nas águas mornas e mansas da praia do Forte São Lourenço.
Conheci logo sua avó, que contou tudinho, que era de Minas Gerais, estavam ali para passar férias, como faziam todos os anos, assim em meio à muita conversa, fui apresentado a ela, passando a ter uma certa aproximação, indo até arriscar uma visita à sua residência de verão.
À noite Cláudia ficava sempre dançando ao som de música baiana e lambada, sempre sozinha, em uma casa na praça, o que eu rapidamente fui fazer companhia e ficávamos conversando durante um bom tempo.
Os dias iam se passando, nos encontrávamos freqüentemente, mas a minha inexperiência cobrava uma atitude, pois ficava sempre nesse chove-não-molha, totalmente encantado com ela, contudo sem nenhuma ação.
Uma certa noite, tomei coragem de roubar-lhe um beijo, que alucinante! Porém, o resultado foi inimaginável, ela saiu correndo e sumiu, e eu fiquei ali parado imóvel, sem saber o que fazer e o que pensar.
Nessas férias não tinha mais encontrado ela, procurava evita-la, mas sem ela perceber, para não tornar-se ainda mais constrangedor.
No outro ano eu a vi tomando sol em frente a sua casa, já no final das minhas férias, meus pais já estavam se arrumando para viajar no outro dia, portanto foi algo totalmente imprevisível, onde tive o prazer de reencontra-la e conversarmos sobre
A vida e o que tinha acontecido no ano anterior, o que ela disse prontamente que foi o seu primeiro beijo, que pensou o ano todinho em mim e em se encontrar comigo nas férias, escreveu poemas românticos e desenhos de nosso beijo furtivo, o que eu me enchi de orgulho, pois ainda estava mais linda que no ano passado, o que aproveitei para passar o dia todo em sua companhia, conversando e namorando.
Infelizmente já estava de malas prontas para voltar a Salvador, mas tive o cuidado de pegar o seu endereço todinho em Minas junto com seu nome completo, mas não sei como deixei-o em algum lugar que sumiu, junto com minhas esperanças de vê-la.
No janeiro vindouro fui igual a um furacão para sua residência, mas estava tudo fechado, nem sinal deles, e nunca mais tive contato com ela, terminando assim, um lindo sonho de verão, e ela nem chegou a saber que foi também o meu primeiro beijo.

* Do Livro do autor  Conto & Reconto Ed. Celeiro de Escritores


Marcelo de Oliveira Souza

sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Na cauda do Cometa


Na Cauda do Cometa


Essa semana foi muito triste, pois todos ficamos consternados com o acidente que aconteceu em Santos, com o ex-governador de Pernambuco.
Os políticos aproveitaram o fato para soltar lágrimas e palavras de conforto aos familiares, a imprensa achou um prato cheio para desenrolar sua programação.
O povo chega a dizer que ele ia ser o novo presidente do Brasil; cada um com a sua visão sobre esse terrível acidente.
Muitas pessoas também chegam a reafirmar o medo de voar de avião, dizendo que é muito perigoso, contudo nas nossas rodovias federais e estaduais acontecem muito mais acidentes   e mortes.
Sempre quando acontecem esses acidentes trágicos com pessoas conhecidas é assim   mesmo, a sociedade fica abalada, entretanto inúmeras tragédias acontecem todos os dias e não tem essa repercussão toda.
Infelizmente quem sofre mesmo é a família, que perdeu um pai presente, mas os outros, só estão pegando carona na cauda do   cometa da ocasião.


Marcelo de Oliveira Souza



Marcelo de Oliveira Souza

sexta-feira, 8 de agosto de 2014

Dia dos Pais


Dia dos Pais 2014

 

 

 

 

 

Já está chegando o dia dos pais, muita gente se prepara para aquele grande almoço dominical, outros tantos tem o momento de lamentar a perda desse   ente querido.

Essa época é muito triste para esses que tiveram a lamentável   experiência da perda, infelizmente são coisas da vida.

Contudo o pior é quando perdemos o pai em vida, pela negligência dos nossos genitores, isso dói muito nas crianças, aquelas que são rejeitadas pelos próprios pais; deixando-os sozinhos com mães solteiras e até com padrastos.

Isso é muito difícil para a mente da criança e também para os   adolescentes,   muitos deles carregam esses problemas emocionais de rejeição a vida toda, não vão nem poder comemorar esse dia com ele, o pior que outros chegam  até a amaldiçoar, em tom de revolta.

Por isso nessa grande época, procure lembrar do seu pai, principalmente o pai   presente, mas quanto ao ausente, tente dar mais uma chance porque no futuro você não poderá se arrepender,  quando ele  não existir mais, e de quebra ainda poderá reatar com esse elo perdido, pois tudo na vida tem jeito, mas somente enquanto existir vida.

 





Marcelo de Oliveira Souza

quarta-feira, 6 de agosto de 2014

II Prêmio Literário Escritor Marcelo de Oliveira Souza



II Prêmio Literário Escritor Marcelo de Oliveira Souza 

(inscrições de 01 de agosto 2014 até a cota do livro estar preenchida - 80 autores)
Apoio: Academia Cabista de Letras, Artes e Ciências /RJ; Academia de Letras de Teófilo Otoni /MG; Clube dos Escritores Piracicaba SP; e International Writers & Artists EUA;
Com o objetivo de estimular poetas de todo o Brasil e de outros países, o concurso premia os melhores trabalhos, comprovando o sucesso com sua 2a edição.
Em parceria com o Celeiro dos Escritores, TODAS as poesias participantes do evento estarão publicadas na Antologia; e todos os poetas receberão um exemplar da obra, na residência, sem nenhum ônus além da taxa de inscrição (via correios, registrado).
Os poetas devem enviar uma poesia (máximo 35 linhas ou 1200 caracteres com espaço), tema LIVRE, através da Ficha de Inscrição do site:http://www.celeirodeescritores.org/inscricao.asp  * Opção II Prêmio
Taxa de inscrição: R$ 35,00 que corresponde a 01 exemplar da Antologia.
(A ser paga através de boleto bancário, que será enviado ao autor inscrito pelo Celeiro.)
É permitido participar com mais poesias, observando: Uma poesia para cada inscrição.
Exemplo: 01 inscrição - R$ 35,00 = 01 exemplar da Antologia.
02 inscrições - R$ 70,00 = 02 exemplares da Antologia.
Autores residentes fora do Brasil, taxa de 34,00 dólares/ 30,00 euros.
O valor deve ser enviado via Western Union. Se tiverem dificuldade, entrar em contato com: Marcelo Souza - marceloosouzasom@hotmail.com.
Obs: Inscrições de outros países serão aceitas desde que estejam na língua oficial do concurso – Língua Portuguesa.
A Antologia "Escritor Marcelo de Oliveira Souza" será publicada no mês de OUTUBRO.
O RESULTADO dos vencedores será divulgado no site oficial do concurso: www.poesiassemfronteiras.no.comunidades.net ; http://marceloescritor2.blogspot.com;faceboook.com/psfronteiras , por e- mail.
PREMIAÇÃO:
1°lugar: Troféu + Certificado + poesia publicada em destaque na Antologia e no site oficial do concurso.
2° lugar: Certificado + poesia publicada em destaque na Antologia e no site oficial do concurso.
3° lugar: Certificado + poesia publicada em destaque na Antologia e no site oficial do concurso.
• Menção Honrosa Internacional: Daremos uma Menção Honrosa Internacional para o melhor autor estrangeiro que não estiver entre os três primeiros lugares, cuja premiação será: certificado + um mini berimbau (Bahia) + poesia publicada em destaque na Antologia e no site oficial do concurso.
Marcelo de Oliveira Souza IWA
Filiado ao Clube dos Escritores Piracicaba, SP; União Baiana de Escritores, BA; Academia de Letras de Teófilo Otoni, MG; Academia de Letras de Artes e Ciências, RJ e International Writers & Artists, EUA.
Contatos: marceloosouzasom@hotmail.com e celular 71-92510196
Faça sua Inscrição no site abaixo!
·       Não esqueça da opção: II Prêmio Literário!
http://www.celeirodeescritores.org/inscricao.asp




sexta-feira, 1 de agosto de 2014

Associação Internacional de Escritores

O Escritor Marcelo de Oliveira Souza tem o prazer de informar  que acaba de ingressar em uma das mais prestigiadas entidades culturais do mundo, a Associação Internacional de Escritores, localizada nos Estados Unidos.
Essa entidade tem membros em todo o mundo como Estados Unidos,  que é sede, República Checa, Rússia, Cuba, Turquia, Tunísia, Argélia, Coréia, Japão, etc.
Possui membros famosos em diversos setores, como Don Ciro Punzo,  Principe di Cnosso e Manzanille, da Itália; O Marquês Vella Harber, Tony Morrison, Prêmio Nobel de Literatura. Sendo muito bem representada por  Teresinka  Pereira, nossa presidenta.