Seguidores

sexta-feira, 25 de abril de 2014

A Maior Idade Penal


A Maior idade Penal 



Todos nós sabemos que o índice de violência vem aumentando, nas grandes e até nas pequenas cidades, devidos a vários fatores. 
O principal fator é a dissolução da família, a primordial instituição, pois quem não respeita pai e não respeita mãe, certamente não irá respeitar mais ninguém, indo sofrer as conseqüências na rua. 
O outro fator é a maior idade penal, com a nova lei que defende os menores, eles se equivocam bastante, achando que não podem ser presos, mas para isso criaram o eufemismo "apreendido" ou pena sócio-educativa, esse equivoco causa um monte de confusão na cabeça dos adolescentes. 
O menor de idade de quinze e dezesseis anos de idade já sabe o que é certo e o que é o errado, eles têm direitos civis constituídos, têm o direito a votar, o que está faltando para poderem ser responsáveis pelos seus atos? 
Muitas pessoas passaram a ter medo desses menores, principalmente se forem advindos de escolas públicas, aqui na cidade de Salvador, muitos deles vão para o fundo fazer batucadas, gritar, apelidar o motorista e até quem está no transporte, outros acham pouco e até sobem no teto do coletivo para externar a sua impunidade. 
Um teórico da educação saiu propalando a seguinte pérola, que esses menores que traficam que matam e infringem a lei não precisam de prisão e sim de escola, mas o que fazer com um menor desses na escola, como fica o professor para ensinar esse tipo de pessoa e os colegas dessa pessoa que infelizmente tem que ser forçados a conviver diariamente com uma pessoa desse quilate? 


Marcelo de Oliveira Souza 

Marcelo de Oliveira Souza

sexta-feira, 18 de abril de 2014

Terceiro Lugar no I Prêmio Escritor Marcelo de Oliveira Souza

"Confesso que entre as correspondencias que recebi em casa, a sua foi a que mais me alegrou por tratar-se de um prêmio onde no qual fui classifcado em 3º lugar. Ao abrir o livro e ver entre suas páginas do Diploma, vi que havia uma página autografada, momento este que alegrou meus olhos e minha alma encantou-se com tamanho carinho.

Querido Marcelo, o Diploma e o livro autografado fará a diferença no meu arquivo pessoal. Receber esta premiação foi algo que não há como expressar e muito menos escrever a respeito, mas somente os poetas de alma vindoura sabe o valor que tem esta premiação.

Quero de coração e afeto literários deixar os meus agradecimentos e apreços a todos os organizadores do concurso. Um evento desta natureza é valioso e glorioso para os artistas que querem se projetar no mundo ou em nossa pátria."


Desde já o meu mais verdadeiro agradecimentos!

Carlos Máximo


Caso deseje saber do nosso atual evento, é só enviar um e-mail para marceloosouzasom@hotmail.com , que dará troféu, certificados e participação em uma antologia.
 

Marcelo de Oliveira Souza

quarta-feira, 16 de abril de 2014

Madrugada dos Mortos!


A Madrugada dos Mortos

 

Na Semana Santa

Os mortos clamam

Por uma chance,

Já os vivos reclamam.

 

No desespero da greve

Os policiais lutam

Eles precisam sobreviver

Mas ninguém vê.

 

A população previu

Surgindo um arrepio,

Num confronto de verdades

Reina a Madrugada dos Mortos.

 

Tem muito vivo comemorando

E muitos mortos gritando,

Eles urram...

Os vivos sussurram...

Os tiros e arrastões

Voltaram.

 

Transformaram a Semana Santa

De muitas orações

Na madrugada dos Mortos

De medo de viver!

 

 

Marcelo de Oliveira Souza

 

Sobre a greve dos Policiais na Semana Santa de 2014


Marcelo de Oliveira Souza

segunda-feira, 14 de abril de 2014

Semana Santa


Semana Santa

 

A Semana Santa nos alcança mais uma vez, sendo de vital importância para que as pessoas possam refletir sobre o martírio de Jesus Cristo. 
Muitas pessoas sabem da importância dessa data, pregam para os seus filhos como foi a vida do nosso eterno personagem religioso, contudo ao chegar essa época, não parecem lembrar do martírio de Cristo, constatamos isso ao vermos o comportamento de muitas pessoas durante as festividades, percebemos que existe algo fora do lugar. 
Caravanas de pessoas se juntam aos seus familiares, muita gente viajando, carregando litros de vinho e quilos de Ovos de Páscoa. 
As pessoas saem pelas estradas, muitas vezes já bebem desde a saída de suas residências, dirigem de qualquer forma, não respeitam os outros motoristas, perpetram todos os tipos de infrações ao volante, até chegarem aos seus destinos. 
Reúnem-se comemoram com muito vinho, tira-gostos e presenteiam muitos ovos de chocolates, quanto maior o ovo melhor, se tiver brinquedinho, aí vai ser completo. 
A Semana Santa para muita gente, se resume nisso e nunca será pouco comentar sobre como a nossa sociedade se declina encima do vício. 
Vamos refletir sobre o que pretendemos passar para as próximas gerações, onde todos têm o livre arbítrio de comemorar a ressurreição de Cristo, contudo não têm o direito de transformar essa época em Festa do Ovo. 
Celebremos a nossa fé em Cristo com paz no coração e lembremos que a bondade do criador serviu para nos unir e não nos matarmos em "comemorações etílicas" e desastre nas estradas. 

 

Marcelo de Oliveira Souza


Marcelo de Oliveira Souza

sexta-feira, 11 de abril de 2014

Oficina a Céu Aberto

Oficina a Céu aberto

 

 

Na  rua Professor Aloísio de Carvalho Filho, rua do CREA, Engenho velho de Brotas  o problema de trânsito é muito sério, os carros ficam estacionados nas calçadas para reparo,  as pessoas transitam nas ruas por causa dos carros, correndo risco de serem atropeladas, além disso o perigo de colisão entre veículos é constante, pois os outros  carros que passam, têm que ir quase na mão contrária para não atropelar pedestres.

O lugar virou oficina mecânica a céu aberto, onde são consertados veículos nas calçadas, os mecânicos usam até cones para proteção, pois eles também correm o risco de serem atropelados.

Onde estão os órgãos competentes? Dá ultima vez que contatamos, eles disseram que não podem fazer nada, porque não têm condição de ficar vigiando 24 horas.

 

 

Marcelo de Oliveira Souza

 

 



Marcelo de Oliveira Souza

domingo, 6 de abril de 2014

Embasa de Araci-BA



A  Embasa de Araci está fazendo uma verdadeira revolução em meio à seca sertaneja, os gananciosos empresários utilizam um rodízio de taxas. 
Desde 2010 a população vem sofrendo com a variação de preços nas suas contas, onde de três em três meses eles mudam o valor , cobrando preços altíssimos, chegando a mais de cem por cento. 
Como é o caso da consumidora Valentina Sacramento Lima, cuja matrícula é 085140490, em que a pessoa já cansou de reclamar na sede do órgão sobre os preços abusivos, mas não existe solução para essa variação da ganância; quando é sugerida uma visita para conferir o medidor, os atendentes jocosamente ainda falam para a consumidora fazer a medição, sendo isso um serviço da própria empresa. 
A comunidade do bairro de Morumbi clama por uma solução, pois assim não dá; em meio a tanto calor , esquentar ainda mais o juízo com contas absurdas onde a frequência de desse precioso líquido é rara, caindo uma vez por mês, contudo o rombo na hora do pagamento é ENORME! 

Marcelo de Oliveira Souza