Seguidores

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Vinte Mil para Ladrão


Vinte Mil para Ladrão

Quando dizemos que o Brasil é o  pais do errado, é com muito fundamento, pois as pessoas corretas são sempre passadas para trás, já os bandidos sempre têm uma outra oportunidade de roubar e agredir,  ainda saindo  incólume, para não dizer  premiado.
Tomemos como base somente alguns políticos do "mensalão", depois de tanto julgamento teve  marginal  que lucrou somente quatro anos de pena, como José Jesuíno, sob regime semi-aberto.
Outro como José Dirceu, ganhou até emprego de vinte mil reais em um hotel de luxo, garanto se fosse um trabalhador comum, eles pediriam um atestado de antecedentes criminais e ainda ia pagar por volta de um salário mínimo e também garanto que o dono do hotel, vai ganhar mais hóspedes, por causa disso...
Tem o caso do ex- prefeito  Paulo Maluf, de São Paulo, junto com seu aprendiz e filho, eles estão com a prisão decretada há tempos, não podem sair do pais, pois a chancela dele é somente no pais dos bandidos, mas andam livremente e ainda concorrem a cargos públicos.
Entre tantos exemplos de vergonha para o Brasil, ainda falamos da criminalidade e da miséria, mas garanto que essas pessoas quando passam por aí com seus  carros  de luxo, cheias de pose, são respeitadas e prestigiadas, dando péssimos exemplos para quem repudia a criminalidade, desde a mais vil, por ladrões comuns até a requintada, que aqui é valorizada com todos os tipos de benesses.


Marcelo de Oliveira Souza

Marcelo de Oliveira Souza
face: psfronteiras

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Taptetano

A saúde no Brasil está cada vez mais deteriorada, não sabemos onde vai parar, se já não estiver parada, alguns estraves para que ela se desenvolva é a burocracia.
Como uma pessoa doente de câncer que precisa de um remédio para fazer o seu sofrido tratamento pode ficar sem ele durante  3 meses?
Muitos doentes passam por isso, alguns viajam quase o dia todo para chegar no hospital da sua região, como o Hospital São José, -  em Ilhéus, Bahia - volta, para casa triste, acabrunhado e sem solução para o seu problema, um dos remédios que falta chama-se Taptetano, que é injetado na veia do paciente, para que ele tenha uma jornada mais tranquila, na sua luta contra essa malfadada doença.
Parece que é um tratamento especial de sofrimento e desespero, para que a pessoa deixe a Terra mais rápido...
Onde estão as autoridades que não fiscalizam hospitais de cidades como Ilhéus e deixam seus doentes terminais à míngua, torcendo por dias melhores?

sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Israel se irrita!


Irsrael  se irrita!

O governo de Israel se irrita com a aproximação do  ocidente com Irã, onde será realizada uma reunião com os Estados Unidos, Inglaterra, França, China e Rússia, os grandes poderosos do nosso globo.
Eles posam de inocentes, mas todos têm os as suas escaras a esconder, um grande exemplo foi com os americanos, posando como defensores do mundo, criou um grupo de investigação junto com países como Canadá, Austrália,  onde  escarafunchou a vida de diversos lideres mundiais e ministérios, sobrando até para a Petrobras e a nossa presidenta Dilma.
A Rússia, última a organizar o encontro do G5, deu de presente um kit, com um pen drive, ali tinha um vírus, que invadia a conta de todos os "companheiros".
Os detentores da bomba atômica - G5 -   ficam ali sentados encima de um monte de foguetes, olhando para os outros países, com medo de perderem os seus poderes, igual a um lobo tomando conta de cordeiros.
Israel   é  outro país que invadiu diversos outros do oriente e até hoje está com pendências com muitos deles, principalmente com a Palestina.
Por isso vive com medo dos seus vizinhos, ou podemos dizer inimigos?
No tabuleiro da política mundial, não existem inocentes e os corretos,  é  somente uma questão de ponto de vista, ou seja, quem manda sempre será o correto, por isso que os americanos estão sempre certos, invadem, destroem, punem, mas na hora da verdade, será sempre o dono da verdade.

Marcelo de Oliveira Souza



Marcelo de Oliveira Souza

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Bienal do Livro da Bahia com a União Baiana de Escritores


Bienal do Livro da Bahia com a União Baiana de Escritores

 

 

Hoje começará  a Bienal do Livro na Bahia, o evento nesse ano será mais especial ainda, pois através da União Baiana dos Escritores e Fundação Pedro Calmon, muitos escritores filiados a essa entidade poderão apresentar o  seus trabalhos.

Estaremos com o nosso livro Confissões Poéticas, aguardando o pessoal   que  não teve a oportunidade de vislumbrar o  nosso título, que tem temáticas internacionais como Bin Laden,  11 de Setembro,   independência de Timor Leste,  religiosidade, amor e outros tantos temas.

É  só procurar o Estande da União Baiana dos Escritores, além disse  livro temos  outras participações  no livro do  Prêmio Literário Valdeck  Almeida de Jesus 2012, com excelentes crônicas; participamos da revista  Òmnira  número 05, onde inúmeros  autores de várias partes do pais e do mundo terão seus trabalhos publicados, inclusive o presidente de Timor Leste Xanana Gusmão.

 Também estaremos compondo a "orelha" do excelente livro de coletâneas de textos 13, todos sob  a  égide  do competente jornalista  Roberto Leal, presidente da União Baiana de Escritores; Além disso estaremos filiando novos escritores para ingressar na entidade literária  que mais cresce na Bahia, inovando e agitando a cultura soteropolitana.

 

Marcelo de Oliveira Souza

 

Marcelo de Oliveira Souza

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Homenagem ao Dia de Finados!


FINADOS

 

Mortos, tranqüilos, acabados
descansando a sete palmos finados
deixando sua herança ou endividado,
Espíritos puros, azulados
ou espíritos impuros obsediados,
Precisando de oração os desesperados
Os alegres e tristes enterrados
com morte apressada ou forçados,
Os que amavam a vida
e os amargos e chateados.
Todos com uma vida passada
ou com uma vida a passar.
O ouro puro na mão, indignado
Brincando com este bem, iluminado
Vivo, deveras respeitado
Morto, nunca lembrado...
O drama do sepultado
com a imensidão da vida acabada
depois de tanta luta desvairada,
Restando cinzas e mais nada!

 


Marcelo de Oliveira Souza

A Barra e a Pituba!


A Barra e a Pituba!

 

Dias tumultuados passam essas regiões, ditas nobres na capital baiana, cujos moradores se espremem entre a violência e a confusão de morar numa região de forte apelo turístico.

A Pituba  já foi um dos bairros onde a vida noturna era bastante intensa, com muitos bares e casas de shows, aos poucos os empresários foram obrigados a migrar  para outros locais, fugindo da insegurança, hoje nem os moradores se sentem seguros, até para sair pelas largas e perigosas ruas,quem mora ali têm que usar artifícios de fuga da bandidagem, uns colocam o dinheiro num saco plástico com lixo para ver se os incautos, "esquecem" a vítima.

Nesse bairro não estão  liberando  nem adolescentes de escola pública, acontecendo arrastões nas proximidades de um colégio do estado, a violência estendeu-se para os shoppings da região, locais onde rotineiramente sofrem  assaltos e também arrastões.

Agora chegou a vez da Barra, onde existe uma das mais famosas praias do mundo, cantada e decantada por  diversas revistas de turismo, cuja violência cresce assustadoramente.

As pessoas sempre se deparam assustadas com cenas de violência, drogas  e de assassinato, onde as últimas pilérias  foram a  ameaça de arrastão, no Porto da Barra, com tiroteio e todos ingredientes de pânico; um espancamento na frente de um grande hospital da região, tudo em pleno dia; imagine durante à noite, quando a penumbra noturna abraça os bandidos.

Isso tudo acontece em  dois dos  bairros mais valorizados de Salvador, imagine o que acontece no centro da cidade e nos bairros populares, isso é a nossa cidade sucumbindo ao crime, restando para a gente, esconder-se atrás das grades domiciliares e rezar por dias melhores.

 



Marcelo de Oliveira Souza