Seguidores

sexta-feira, 29 de março de 2013

Semana Santa com “demônios” soltos no aniversário de Salvador


Semana Santa com "demônios"  soltos no aniversário de Salvador

 

A Sexta Feira Santa deveria ser  muito especial e emblemática para os soteropolitanos, pelo menos nesse ano,  em tempos de Semana Santa, poderíamos até adivinhar qual seria o sentimento de um dos lugares mais católicos do Brasil.

Logo ali bem pertinho de onde moramos, podemos notar que essa época de reflexão não é a mesma, a dissolução dos lares e os valores familiares são as principais causas

dessa problemática que é conviver em sociedade.

Esse tipo de pessoa, que vem de lares desfavoráveis, torna a convivência muito difícil, enquanto uns se consternam pela época de martírio de Jesus Cristo, outros gritam, berram e tocam nas alturas músicas com teores pornográficos.

Coincidentemente a nossa cidade completa 464 anos, na mesma semana de consolidação da fé católica, contudo pouca gente lembra essa importante data, a própria cidade não costuma criar um calendário de eventos para esse dia, a única coisa que fez foi "entregar" para os munícipes o novo equipamento da Arena fonte Nova.

Os torcedores de ambas as agremiações, Bahia e Vitória,  foram animados comprar seus ingressos, muitos alegremente dormiram até na fila, festejaram e cantaram hinos de suas devidas equipes,  parecia até que o ingresso ia ser gratuito, mesmo valendo noventa reais, o pessoal foi, viu e saiu debaixo de muita pancada, spray de pimenta e bombas de gás, tudo porque ao abrirem os portões para compra de ingressos a peso de ouro, muitas pessoas não respeitaram as outras, queriam passar na frente e a confusão se instalou.

Muita gente machucada, mas mais machucada mesmo está a cidade que é maltratada e sem estrutura para nada, só faltou aparecer alguém da propaganda dizendo: -  vai pagar com aquele cartão Visa?

Num dia santo, o Senhor é esquecido, libertinagens audiofônicas são propaladas em vários lugares com  cantos  pornográficos,  hinos de louvores a times são exaltados no lugar da exaltação do grande feito de Jesus Cristo, o próprio nome da nossa cidade  é emblemático, o aniversário da cidade de São Salvador.

Vamos refletir sobre isso, bem não começaram as "festividades" e já lamentamos que o povo esteja perdido entre  falsos Deuses e trocando orações por pornografias audiofônicas,  isso certamente terão conseqüências,  é só esperar a volta do "feriadão".


 


Marcelo de Oliveira Souza
http://marceloescritor2.blogspot.com
www.poesiassemfronteiras.no.comunidades.net
face: psfronteiras

domingo, 24 de março de 2013

Semana Santa

Semana Santa 2013

 

A Semana Santa nos alcança mais uma vez, sendo de vital importância para que as pessoas possam refletir sobre o martírio de Jesus Cristo.

Muitas pessoas sabem da importância dessa data, pregam para os seus filhos como foi a vida do nosso eterno personagem religioso, contudo ao chegar essa época,  não parecem lembrar do martírio de Cristo, constatamos isso ao vermos o comportamento de muitas pessoas durante as festividades,  percebemos que existe algo fora do lugar.

Caravanas de pessoas se juntam aos seus familiares, muita gente viajando, carregando litros de vinho e quilos de Ovos de Páscoa.

As pessoas saem pelas estradas, muitas vezes já bebem desde a saída de suas residências, dirigem de qualquer forma, não respeitam os outros motoristas, perpetram todos os tipos de infrações ao volante, até chegarem aos seus destinos.

Reúnem-se comemoram com muito vinho, tira-gostos e presenteiam muitos ovos de chocolates, quanto maior o ovo melhor, se tiver brinquedinho, aí vai ser completo.

A Semana Santa para muita gente,  se resume nisso e nunca será pouco comentar sobre como a nossa sociedade se declina encima do vício.

Vamos refletir sobre o que pretendemos passar para as próximas gerações, onde todos têm o livre arbítrio de comemorar a ressurreição de Cristo, contudo não têm o direito de transformar essa época em Festa do Ovo.

Esse ano teremos mais um motivo para comemorar, estaremos celebrando a primeira Semana Santa com o novo papa Francisco I , que representa a união da fé católica em torno do Santo Padre.

Celebremos a nossa fé em Cristo com  paz no coração e lembremos que a bondade do criador serviu para nos unir e não nos matarmos em "comemorações etílicas" e desastre nas estradas.

 

 

 



Marcelo de Oliveira Souza
http://marceloescritor2.blogspot.com
www.poesiassemfronteiras.no.comunidades.net
face: psfronteiras

sábado, 23 de março de 2013

Conto Espiritual: O Retorno


Conto Espiritual: O Retorno

 

Morto em um acidente de trânsito, Mauro foi  investigar o que teria acontecido com ele, parando justamente em uma faculdade onde tivera publicado o seu livro.

Esmaecido, ele ouve uma voz dizer lá na frente que era isso que dava se envolver com um Jailda, um Espírito corpulento, que só fazia sugar energia dos outros espíritos recém-desencarnados.

Nosso amigo ainda viu outra entidade, passando pela sala e falando algo inaudível para ele, que se aproximou dela para conseguir ouvir melhor, só que ao se aproximar a visagem seguia de costas direto para o ventilador e foi se desintegrando.

O nosso personagem um escritor, aproveitou que estava junto a uma pessoa com um exemplar do seu livro - deve ser por isso que ele apareceu atrás da garota -  retirado da mesma biblioteca que ele fizera uma doação, ainda aproveitou para olhar a ficha de retirada do livro para ver como estava a repercussão do seu mais novo lançamento.

O nosso amigo resolveu sair do local e ir para o colégio de sua filha, Maiara e só viu os coleguinhas dela, como as crianças têm mais facilidade de enxergar os seres espirituais que os adultos, ele decidiu jogar algumas tábuas que estavam pregadas na parede no chão, só que ninguém percebeu, - até parecia que as tábuas também só estariam permeando o meio espiritual - na quarta tábua, um menino chorou dizendo que o objeto tinha acertado a sua perna, foi aí que o espírito do nosso amigo se aproximou para entrar em contato, pediu desculpas e começou a conversar com o menino, foi quando mais quatro crianças se aproximaram, resolvendo participar do diálogo, percebendo que poderia entrar em contato com os encarnados, ele saiu da escola e começou a testar os adultos, assoprando a nuca de uma mulher.

Entrando no edifício que ele morava enquanto solteiro, o nosso personagem pegou o elevador,  aproveitando que a porta se abrira, entrando duas pessoas, ele ainda brincou com um deles fazendo cócegas, não é que o rapaz sorriu para o outro pensando que  ele era o praticante dessa brincadeira pueril?

Quando a recém desencarnada entidade saiu do elevador, só se via dois bolinhos grudados, um tentando fazer cócegas no outro...

Chegando ao seu antigo apartamento, Mauro viu seu irmãozinho mais novo e  a sua família reunida, o pequeno já era falecido há muito tempo, mas naquela situação o menino ainda estava vivo e ainda tinha cinco anos, estando  com a perna toda machucada; ao se agachar perto do seu irmãozinho,  o irmão mais velo da acidentada alma se aproximou dizendo que aconteceu um acidente com ele e o motor do carro  do desafortunado rapaz tinha super-aquecido e explodido.

Ele olhou para seus pais de longe que estava jantando e refletindo sobre todo aquele drama, foi quando seu irmão primogênito o aconselhou para seguir o seu caminho, mas o nosso acidentado herói não se conformara, dizendo que queria descobrir a real causa do acidente, ao pedir  auxilio ao seu anjo da guarda, seu amigo iluminado, prontamente sentiu no seu bolso algo esquentar,  foi quando  ele mexeu no  bolso e viu um envelope com uma luz ofuscante, resolvendo abrir para ver o que era aquilo que esquentava tanto. Mauro identificou que aquilo era um laudo do acidente que acontecera com ele e dizia que a causa do desastre foi que o motor do carro tinha sido recauchutado e havia uma certa quantidade de areia dentro da sua mecânica, rapidamente ele entregou o documento para seu irmão mais velho, que  o encaminhou aos seus pais.

Depois de ter resolvida a investigação o nosso amigo resolveu ir embora dizendo que ia auxiliar aquelas crianças da escolinha da filha  que estava precisando de ajuda.

No final da tarde, nosso herói encontra sua esposa sentada com uma taça de vinho, em um casarão de frente para o mar vendo o por do sol, ela estava vendo uns documentos num classificador preto, entre as folhas plastificadas a mulher encontra uma pequena poesia, que saudosamente resolve lê-la, ao passo que ia lendo Mauro ia aparecendo sentado junto a ela, voltando a viver.

 

 

 

Marcelo de Oliveira Souza

 

 


Marcelo de Oliveira Souza
http://marceloescritor2.blogspot.com
www.poesiassemfronteiras.no.comunidades.net
face: psfronteiras

sexta-feira, 22 de março de 2013

O que fazem com a água?

O que fazem com a água?

As pessoas estão esquecendo que a água é um bem precioso, que se esgota, mesmo o Brasil tendo uma das maiores reservas do mundo, estamos sujeitos a ter dificuldade de ter esse precioso líquido como já acontece no sertão.
Apesar de possuirmos diversos meios de captação, inclusive os tecnológicos, não pensamos como esse precioso bem tende a se esgotar, aumentando a grande dificuldade de prover o  bem natural.
As pessoas se acostumaram a desperdiçar esse insubstituível produto; quando criança, auxiliado pelos professores, a consciência adulta floresce, contudo, ao crescer isso vai embora junto com litros de gastança.
Salvador não deixa de ter esses problemas, em vista disso, os governantes preferem empurrar para frente o problema, pois a cidade tem muitos rios "mortos" como o Camurujipe, cujos  rastros cortam boa parte do município, como passou a exalar mau cheiro, ele foi "enterrado" por gramas ao invés de ser tratado.
Muitas lagoas como as da Avenida Paralela foram aterradas para construção de empreendimentos imobiliários; A lagoa do Abaeté está sumindo, onde as  dunas da região passaram a ser fornecedoras de areia; Com a tão propalada Arena Fonte Nova o Dique do Tororó agoniza, pois a areia toda vai para esse lugar, açoriano o local.
O desmatamento é imenso, em relação às grandes cidades, a "nossa" fica devendo também em termos de plantio de árvores nativas.
Agora quando chega nesse dia especial, os gestores fazem propaganda aos quatro cantos da televisão comemorando o dia da ÁGUA.





Marcelo de Oliveira Souza
http://marceloescritor2.blogspot.com
www.poesiassemfronteiras.no.comunidades.net
face: psfronteiras

quarta-feira, 20 de março de 2013

Rosa


Rosa


Rosa
Rica em beleza
Uma grande sutileza.
Princesa do jardim
Cheira mais que o alecrim.
Alegre e singela
Sabe ser amada.
Quando maltratada
Esquartejada...
Seus espinhos ensinam
A lição.
Linda e frágil
Mas o espinho
Prende na mão!


Marcelo de Oliveira Souza


segunda-feira, 18 de março de 2013

Praia do Forte e Barra do Jacuípe


Praia do Forte e Barra do Jacuípe

 

A localidade da Barra do Jacuípe é uma vila de pescadores onde o rio que leva o mesmo nome vai desembocando para o mar, é parecido com Imbassaí, só que é menos conhecido.

Um lugar calmo que não tem muita estrutura para o turismo, a entrada é meio escondida, não tem aquela rotatória tradicional às maiores localidades do literal norte, deve ser por isso que as pessoas de Salvador ainda não se aventuraram para conhecer o local.

Mesmo assim os empreendimentos imobiliários já dominam o lugar, onde logo na margem do rio existe um grande condomínio, todo planejado para explorar o meio ambiente  com entradas diretamente para desembocar suas motos aquáticas na aprazível fonte de água.

Diferentemente do primeiro destino e muito conhecido pelo projeto TAMAR, a antiga aldeia e agora balneário Praia do Forte, também sofre com os empreendimentos imobiliários, cuja igrejinha que fica na praça central "encolheu" diante de um enorme hotel, onde uma piscina forma uma espécie de cascata para seus hospedes vislumbrarem o oceano, tem gente que vai para a o local e não toma o tradicional banho de mar, pois a vista da piscina ostenta ainda mais.

Apesar da grande dificuldade de estacionamento, em que  muitas pousadas terminam amargando um certo prejuízo, o local é demasiadamente visitado mesmo sendo muito depois de Barra do Jacuípe.

A grande estrutura do local por um lado tornou o lugar artificial, mas por outro lado, diante das poucas opções em Salvador em termos de contato com a natureza e segurança, a Praia do Forte sai na frente por ser um lugar ainda bucólico, também por ser um grande centro de compras/gastronomia e ainda por ser um lugar  que transmite uma maior sensação de segurança para as famílias se divertirem, sem falar que não temos que "curtir" horas na fila para pegar um tal de Ferry Boat, que de fato foi  o verdadeiro motivo para um maior desenvolvimento turístico do local.

Agora como não podemos mais sair da cidade de Salvador sem pagar pedágio, os soteropolitanos têm que se preparar para pagar ainda mais essa conta.


 


Marcelo de Oliveira Souza
http://marceloescritor2.blogspot.com
www.poesiassemfronteiras.no.comunidades.net
face: psfronteiras

quarta-feira, 13 de março de 2013

Estacionamento de Shopping será PAGO!

Estacionamento de Shopping será PAGO!

 

É um verdadeiro absurdo o que vemos em Salvador, não temos segurança saímos rotineiramente com os olhos na nuca!

A polícia ao invés de coibir a criminalidade, a estimula, aconselhando o cidadão deixar um dinheiro para o assaltante, para que ele não se aborreça.

Não temos direito a lazer, os parques estragados, sucateados; praias poluídas  e as que não estão sujas tem um tal de Flanelinha que se acha dono da rua, querendo cobra adiantado pelo desserviço; o que restou mesmo foram mesmo os Shoppings agora se resolverem cobrar estacionamento como será?

 

Marcelo de Oliveira Souza



Marcelo de Oliveira Souza
http://marceloescritor2.blogspot.com
www.poesiassemfronteiras.no.comunidades.net
face: psfronteiras

terça-feira, 12 de março de 2013

Soterópolis Parada


Soterópolis Parada

 

Como na maioria das grandes cidades, Salvador sofre com a violência, sujeira e principalmente com os engarrafamentos.

A herança de João Henrique tem dado muito trabalho para o novo prefeito, ACM Neto, contudo a falta de educação de quem mora aqui é um grande diferencial, ninguém respeita o direito dos outros, a lei e ordem é uma ficção onde somente o nosso vizinho deve cumprir.

Uma grande prova disso é a cultura do engarrafamento, a cidade virou refém do trânsito, tudo o que acontece se reflete no caótico trânsito urbano.

Não é somente a falta de investimento no setor a causa da grande confusão no tráfego soteropolitano, tudo é motivo para a cidade travar.

Caso aconteça uma chuva mais pesada, a inundação toma conta dos principais locais, se tiver deslizamento pior ainda; Se  acontecer qualquer acidente de trânsito é certo o  congestionamento acontecer em muitos quilômetros; Agora é impressionante as pessoas resolverem  utilizar  esse artifício   contra a própria população.

Se alguém é assassinado em um lugar como Águas Claras as pessoas param a principal saída da cidade, mesmo que o poder público tivesse culpa no homicídio seria um absurdo, mas a comunidade exige a investigação parando o trânsito, é um verdadeiro contra-senso.

Até os motoristas de ônibus usam esse meio de protesto por qualquer motivo, dessa vez foi porque um banheiro comunitário foi demolido, eles resolveram parar todos os transportes travando o trânsito e no dia anterior, os comerciantes da Vasco da Gama ameaçaram também parar o trânsito em protesto contra a proibição do estacionamento na área.

Quer dizer que as pessoas se acostumaram com a baderna soteropolitana de João Henrique e agora quando a ordem tenta ser implantada, PARA TUDO! E lá vem mais engarrafamento.


 

Marcelo de Oliveira Souza

http://marceloescritor2.blogspot.com
www.poesiassemfronteiras.no.comunidades.net
face: psfronteiras

segunda-feira, 4 de março de 2013

Dia Internacional da Mulher 08/03/2013

Dia Internacional da Mulher

 

 

Data comemorada em todo o planeta, de vital importância para a nossa sociedade, dia de lembrarmos a importância do sexo feminino na vida de todos nós.

Mesmo com as atribulações do dia temos que parar e refletir para onde caminha o nosso desenvolvimento, a mulher deixou de tornar-se a rainha do lar e arregaçou as mangas ainda mais, dessa vez foi prover o lar em mais uma jornada.

Em suas diversas profissões, antes tida como exclusivamente femininas, ela aparece e prova a sua eficiência, contudo temos que salientar que muitas vezes pelo fato dela sair à procura da realização profissional ficou mais sujeita ao estresse que o homem, pois muitas vezes a sua jornada não termina ao chegar ao lar, causando diversos problemas de saúde.

A mulher que era tida como o sexo frágil por muita gente, descobre novas maneiras de se desenvolver, quebrando parâmetros cada vez mais, chegando até a presidência de muitos países, inclusive o nosso.

Parabéns pelo seu dia e que essa festa continue rotineiramente, como num desabrochar de uma rosa, nunca perdendo o seu encanto.

 

Marcelo de Oliveira Souza



Marcelo de Oliveira Souza
http://marceloescritor2.blogspot.com
www.poesiassemfronteiras.no.comunidades.net
face: psfronteiras

sábado, 2 de março de 2013

Buenos Aires

Buenos Aires - Argentina 



A cidade de Buenos Aires é imensa, muito movimentada e arborizada, uma grande metrópole, como se fosse Montevidéu densamente povoada. 
Possui a mesma organização que a capital do Uruguai, também inúmeros monumentos e os shoppings também são pequenos. 
Para quem pensa que vai lucrar comprando produtos na Argentina, engana-se, os empresários manipulam até o câmbio, quem quiser comprar em moeda brasileira, que vale oito vezes mais, só poderá adquirir algum produto com o real valendo somente três vezes mais que o peso argentino. 
Percebemos que muitos argentinos não têm paciência com o turista brasileiro, principalmente os comerciantes e taxistas, não são de muita conversa, o contrário do brasileiro quando recebem os turistas. 
Quando um brasileiro se aproxima, os portenhos parecem ter uma antena que nos detecta, de pronto. 
Falando em Portenho, eles possuem esse nome porque a cidade de Buenos Aires surgiu do porto, cujo maior rio é o famoso rio da Prata, enorme, é um verdadeiro oceano de água doce, eles teimam em chamar o lugar de praia, cujas margens também surgiu o famoso time Boca Júnior, onde seu nome foi criado porque a sede surgiu na "boca" do rio. 
Agora entendemos quando eles vêm ao Brasil e se encantam, porque os nossos monumentos são colossais, a culinária mais sortida e os shopping maiores, contudo temos que nos curvar diante da organização de sua capital e do valor à natureza, porque percebemos inúmeros bosques centrais em meio àquele grande movimento, onde muitas cidades brasileiras como Salvador esqueceram que não existem desenvolvimento encima da destruição da natureza. 

Marcelo de Oliveira Souza 


Marcelo de Oliveira Souza
http://marceloescritor2.blogspot.com
www.poesiassemfronteiras.no.comunidades.net
face: psfronteiras