Seguidores

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Tragédia Em Santa Maria, RIO GRANDE DO SUL - BRASIL

Tragédia em Santa Maria

 

 

Nesse final de semana aconteceu uma das maiores tragédias da História brasileira, em uma boate, lá em Santa Maria, Rio Grande do Sul.

Um integrante de uma banda regional resolveu soltar um sinalizador com a casa lotada de pessoas, a fagulha do material aceso alcançou a espuma do isolante acústico e o fogo alastrou-se.

Foi o maior desespero, as pessoas não sabiam onde era a saída de emergência, que fica escondida atrás do banheiro, muita gente confundiu a péssima sinalização e foi terminar com a sua existência amontoada encima das outras no banheiro.

As pessoas quando pensam em lazer não raciocinam, não pensam que um lugar de porte médio não pode acolher uma multidão, ao passo que na sanha pelo lucro muitos empresários esquecem a segurança.

A nossa sociedade entristece-se pela tragédia sem precedente, mas temos que sempre nos precaver sobre a nossa segurança, cobrando rotineiramente mais respeito aos frequentadores desses ambientes, porque quando o evento existe, principalmente se for de grande apelo popular, pode ser até numa sala de um minúsculo cubículo regado a cerveja e som, muita gente vai, nem que seja para ao seu derradeiro evento.

 

 

Marcelo de Oliveira Souza

 



Marcelo de Oliveira Souza
face: psfronteiras
http://marceloescritor2.blogspot.com
www.poesiassemfronteiras.no.comunidades.net

sábado, 26 de janeiro de 2013

Mídia, cinema e violência

Mídia, Cinema e Violência 


A nossa sociedade moderna é pautada demasiadamente em propaganda, a mídia dominou o ambiente áudio visual, virtual e todos os demais veículos. 
Através desse excelente meio, podemos alavancar a carreira de alguém, mais ainda se for a destruição moral de uma pessoa, pois o que é ruim num instante se alastra. 
A um tempo atrás, aqui no Brasil, no filme Matrix, um estudante de medicina entrou no cinema para matar as pessoas, armado de metralhadora; nos Estados Unidos, aconteceu recentemente na estreia do novo filme de Batman, onde todos gritaram desesperados, esperando apenas que o mocinho do filme saísse de dentro da película para salvá-los, ou pelo menos que a compaixão divina esteja apontada para aquela sala de sofrimento. 
Muitos culpam o tipo de filme, outros encaminham o acontecimento como carma espiritual. 
Todos nós sabemos que a nossa sociedade tem se modificado através do tempo, a população aumentando nos grandes centros, nos dá a impressão de fim de mundo com tanta violência. 
A mídia trabalha como um pêndulo apontando para o bom e do mau caráter, contudo o que pensar sobre uma greve de professores que possa passar mais de cem dias e a imprensa não comenta diariamente cujo governo finge não acontecer nada? 
Em contrapartida, quando aquele time de massa perde, o horror se estampa no rosto da torcida, pois podemos ficar cem dias sem educação, mas se o time do humilde ficar três partidas sem vencer, o mundo acaba. A imprensa vai diariamente às ruas para cobrir esse fato, até comediantes são contratados para isso. 
O maior exemplo disso foi quando uma passeata como a que aconteceu na Avenida Sete de Setembro, há alguns anos, quando um "timeco" tricolorido estava na terceira divisão, gerou muito mais polêmica do que uma passeata de professores exigindo os seus direitos, cerceados pelo Estado, nesse mesmo palco de protestos. 
O nosso país é desigual, a imprensa também é diferente, tem de todas as cores, algumas honestas e outras podres, ela tornou-se o quarto poder, onde um apresentador dramático, como aquele que finge chorar no seu programa, pode perfeitamente manipular telespectadores, que não têm poder de discernimento por não ter educação de qualidade, que agora praticamente inexiste e todas essas dificuldades podem perfeitamente criar mais um maníaco como esses que atiram em cinema, que graças a Deus, são poucos, mas não deviam existir propagadores de violência, entretanto o pior é que a nossa mídia passou a ser uma hipnotizadora de opiniões, de consumismo e de formação de caráter, tornando-se a verdadeira norteadora da comunidade onde "Tudo é Possível" basta ligar o canal e esquecer que o mundo existe e no outro dia e repetir tudo como se o mundo fosse acabar se a gente começasse a pensar...



Marcelo de Oliveira Souza 


Marcelo de Oliveira Souza
face: psfronteiras
http://marceloescritor2.blogspot.com
www.poesiassemfronteiras.no.comunidades.net

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Vencedor do OItavo Conc POESIAS S/ FRONTEIRAS



Depoimento do vencedor da oitava versão do concurso de literário POESIAS SEM FRONTEIRAS 2012

"Em 2007, navegando na internet, descobri, o Concurso “POESIAS SEM FRONTEIRAS”, promovido pelo professor de língua portuguesa e escritor Marcelo de Oliveira Souza, quando da sua 3ª edição.
Apesar da simplicidade da premiação, e entendendo as dificuldades de se realizar um concurso sem qualquer tipo de apoio (principalmente o financeiro), apostei no sonho do organizador e me inscrevi, pagando uma simbólica taxa de inscrição.
Foi a minha primeira participação no concurso. E me dei muito bem, pois, entre as 74 obras inscritas, o poema “FASES/FACES LUNÁTICAS”, de minha autoria, conquistou o 1º lugar.
Instigado pela belíssima classificação, continuei participando das outras edições e apostando no Marcelo; fui vendo o seu concurso se aprimorando, ganhando corpo e também novos adeptos, tendo como concorrentes e contemplados muitos nomes já premiados da literatura contemporânea: Abílio Kac, Reginaldo Albuquerque, Márcia Regina de Araújo Duarte, Laérson Quaresma, Lenir Mattos de Moura, Edweine Loureiro da Silva etc., atestando assim a seriedade, a qualidade e a confiabilidade do certame.
Cada vez mais o concurso foi ultrapassando fronteiras, aumentando, ano a ano, o número de inscrições.
Na 5ª edição, realizada em 2009, foram 128 obras inscritas. Nela, outro poema meu – “INVERSÃO DE PAPEIS” – foi selecionado, desta vez em 2º lugar. E na 8ª edição, em 2012, mais um poema de minha autoria – “MEU MAPA-MUNDI ASTRAL” – destacou-se entre as exatas 402 obras participantes, classificando-se em 1º lugar. Um resultado surpreendente, devido ao altíssimo nível e índice de adesão.
Tudo isso demonstra o pleno sucesso do Concurso “POESIAS SEM FRONTEIRAS”, reafirmando, a cada edição, que o sonho do Marcelo realizou-se completamente, e com muito prestígio, consolidando-se atualmente como um importante evento no meio literário.
Agradeço a A.C.L.A.C. (Academia Cabista de Letras, Artes e Ciências), a UBE (União Brasileira dos Escritores/BA) e ao site galinhapulando.com pelo apoio. Agradeço também aos jurados pela dedicação, pela imparcialidade no julgamento dos poemas e por mais essa grandiosa conquista.
Para finalizar, deixo aqui meus parabéns ao querido poetamigo Marcelo, por não ter desistido, por ter persistido, por ter nadado contra a corrente... e ter conseguido!

Geraldo Trombin - Americana - SP"

Caso desejes ser avisado da próxima versão é só mandar um e-mail para marceloosouzasom@hotmail.com

domingo, 20 de janeiro de 2013

Welber


Welber 


Numa melodia súbita, imitando a música de suspense do filme Tubarão, ele apareceu rapidamente subiu pela parede e entrou pela janela, indo imediatamente para debaixo do lençol, a gente somente via a forma energética que corria pela cama de um lado para outro. 
Meu corpo astral conseguiu pegá-lo e apertá-lo com as duas mãos. De repente descobri que o nome dele é Welber, fui ao outro quarto onde havia a minha falecida tia-avó, na cama onde dormia quando criança, hoje fica perto do berço da minha filha. Mostrei a energia espiritual para ela, que começou a se transformar em uma criança igualzinha à minha filha, mas obviamente não era ela, que dormia tranquilamente no berço. 
Comecei a rezar o “Pai Nosso” e a “Ave-Maria” repentinamente e repetidamente, foi quando a forma energética foi se transformando em uma boneca, esmaecendo. 
Acordei com muito frio e arrepiado, quando voltei a dormir, veio a imagem de que aquela criança tinha pulado de um cais e lá embaixo só tinha areia, parecendo ser um suicídio. 



Marcelo de Oliveira Souza 

quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Resultado do VIII Concurso Literário POESIAS SEM FRONTEIRAS


Vencedores do Conc Lit POESIAS SEM FRONTEIRAS 2012

 

 

Menção Honrosa Internacional

 

 

AFLIÇÃO

 

Edweine Loureiro da Silva

Saitama – Japão

 

 

Menção Honrosa Juvenil

 

Causa da Poluição

 

 

Kaique Barros Moraes

São Paulo – SP

 

Quinto Lugar

 

Varais dos Enlutados

 

Ana Maria Stoppa

Mauá – São Paulo

 

 

 

Quarto Lugar

 

CONVERSA ENTRE SEIOS

 

 

Eugênio de Abreu Júnior

 

 

Itabuna – Bahia

 

 

 

 

Terceiro Lugar

 

 

FEITIÇO DO AMOR

 

 

Abílio Kac

Rio de Janeiro – RJ

 

 

 

 

Segundo Lugar

 

" Eu, o mar e o luar"

 

Wilson Rosa da Fonseca

 

Rio Grande - RS

 

 

 

 

 

PRIMEIRO LUGAR

 

 

MEU MAPA-MUNDI ASTRAL

 

Gerado Trombin

Americana – São Paulo



Em agosto tem MAIS!

 

 

 

 


Marcelo de Oliveira Souza
http://marceloescritor2.blogspot.com
www.poesiassemfronteiras.no.comunidades.net

sábado, 5 de janeiro de 2013

Solar Boa Vista


Solar Boa Vista

 

 

De repente a gente vê um monte de fumaça, saindo lá do casarão onde fica a Secretaria Municipal de Educação.

Um sobrado secular, incrustado no Parque Solar Boa Vista, que já em ruínas há muito tempo ostenta a casa preservada de Castro Alves, grande orgulho para a região.

Esse logradouro já teve diversas funções, de casa de tratamento mental, até quando chegou ao seu auge, sendo a prefeitura de Salvador, seu melhor momento.

Por questões políticas, a prefeitura migrou para o centro histórico,  um lugar fabricado, totalmente diferente da arquitetura secular da região.

Enquanto prefeitura, o local desfilou seu requinte, com grandes fontes coloridas e muitos peixes ornamentais.

Hoje o parque Solar Boa Vista grita clamando pela atenção de seguidas administrações, sendo rejeitado por quem governa, os seus passeios foram se destruindo; virando estacionamento de caminhões e caçambas; suas quadras estragadas; seus parques infantis, impróprios para crianças, os poucos equipamentos quando não estão impróprios, queimam o zinco no sol.

Uma área daquele tamanho, praticamente no centro da cidade, com valor histórico não poderia ficar relegada ao ostracismo, porque não fazer uma ligação, como uma passarela ou algo melhor, ligando o local ao dique do Tororó?

Depois de recuperarmos, para atrair o turismo, poderia ser construído  ali uma casa de cultura, para os escritores, junto com um museu de Castro Alves.

Tantas ideias poderiam ser empregadas para a revitalização do histórico lugar, as pessoas sonham não só com a revitalização do casarão, mas com a reconstrução e urbanização do Parque Solar Boa Vista, que certamente iria valorizar toda a região, suplicamos ao nosso novo prefeito ACM Neto, que olhe com carinho para essa questão que já vem há décadas, com o mesmo carinho que a cidade o abraça desejando as boas vindas.

 

 

Marcelo de Oliveira Souza

 


Marcelo de Oliveira Souza
http://marceloescritor2.blogspot.com
www.poesiassemfronteiras.no.comunidades.net