Seguidores

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Confissões Poéticas

Lançamento do Livro de Poesias Confissões Poéticas

Depois do Livro A SALA DE AULA e do livro Conto & Reconto confira abaixo o novo sucesso:

Já imaginou um livro de poesias de temática universal, que aborde temas sobre espiritismo, morte, religiosidade, 11 de setembro nos EUA, educação, Cora Coralina, meio ambiente, grandes navegações, amor e outros tantos temas?
Essas Confissões Poéticas têm tudo isso, adquira o seu, no lançamento do livro lá no Campo Grande!
Dia:04/11/2012 - 9 horas da manhã!
Valor do Livro: Vinte Reais!

Mais informações: 71-81553677

Marcelo de Oliveira Souza


Marcelo de Oliveira Souza
http://marceloescritor2.blogspot.com
www.poesiassemfronteiras.no.comunidades.net

domingo, 28 de outubro de 2012

Pé de Pranta Jamais


Pé de Pranta Jamais

 

Engana com comida

Que o povo traz

O povão se engana

O instruído grita

Ensina o certo.

 

Com o Vale Miséria

Troca o certo pelo errado

Pela malfadada Esmola

O povão se esfola.

 

Tido como amigo  do trabalhador

Com seu nome de enganação,

Usa o Chicote da dominação

Dos fantasmas assados

Dos fantasmas do passado...

 

E nessa desilusão da traição

Gritamos contra a abominação

Quer justiça

Ou "Pé de Pranta" meu irmão?

 

 

Marcelo de Oliveira Souza

http://marceloescritor2.blogspot.com

Marcelo de Oliveira Souza
http://marceloescritor2.blogspot.com
www.poesiassemfronteiras.no.comunidades.net

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Flores Urbanas


Flores Urbanas

 

 

Numa terra ocupada

O ser humano é o maior culpado

A flor não respira...

Ela piora com a poluição,

Folhas sujas de fumaça

Uma cinza que sufoca.

As flores urbanas sofrem.

As pessoas sofrem...

A natureza reluta...

O povo luta.

Mais prédios aparecem,

No amanhecer ninguém conhece.

Ninguém merece...

A floresta empedrou

A pedra dominou,

As flores raras se escondem

As flores de plástico aparecem

E no mundo artificial

A ruína é total

Pobre desse animal

Num desenvolvimento total

Vai sucumbindo, definhando

Até voltar para a natureza.

 

 

 

Marcelo de Oliveira Souza

 Do site:

http://marceloescritor2.blogspot.com
www.poesiassemfronteiras.no.comunidades.net

domingo, 21 de outubro de 2012

Trânsito Mortal

Trânsito Mortal

 

 

A cidade de Salvador, nos tempos de hoje está sendo campeã em todas as formas de violência e  de desgoverno.

Como se não bastassem os assaltos; saidinhas e entradinhas bancárias; agressões às mulheres; uma  outra forma de violência que está crescendo muito é a violência no trânsito.

Muitos carros em ruas apertadas, avenidas sem planejamento e quando nada muito desrespeito ao próximo, o motorista soteropolitano é rival um do outro.

Coisas inacreditáveis existem, motoqueiros, motoristas de ônibus e taxeiros são verdadeiros inimigos, mas também não podemos esquecer o restante da massa que usa o volante como arma.

A direção defensiva inexiste, o que vigora nesse trânsito do cão é o contrário, se o condutor sinaliza para um lado, o outro vem de trás desesperado apitando, empurrando o outro para o lado; se um motorista encosta no outro, o risco é de morte; essa semana um motoqueiro derrubou um retrovisor de um carro, o louco dono do veículo avariado saiu em sua perseguição e só sossegou quando deflagrou vários tiros, gerando mais um assassinato fútil no trânsito de Salvador; outro motorista que desviou-se de um dos inúmeros buracos que infestam a cidade, sem querer fechou o carro ao lado, ele ergueu o polegar, se desculpando e tomou um tiro na mão.

Na mesma semana um motorista jogou um ônibus de cima do viaduto, queria se matar e matar todos os seus passageiros.

Já houve inúmeros casos de violência desse tipo, motoristas despreparados, malucos ou estressados; as leis no trânsito não vigoram; a Transalvador, órgão que fiscaliza o caos, não funciona, o que funciona na cidade do caos é o salve-se quem puder, porque aqui na cidade ninguém tem direitos, a gente vive sitiado em meio ao desespero de viver numa cidade sem comando.

 

 

Marcelo de Oliveira Souza

 

 



Marcelo de Oliveira Souza
http://marceloescritor2.blogspot.com
www.poesiassemfronteiras.no.comunidades.net

sábado, 20 de outubro de 2012

OI virou AI! e Claro ficou Escuro!



OI virou AI! E o Claro ficou ESCURO!


Hoje em dia é uma verdadeira maratona, a gente conseguir um pouco de atenção das telefônicas, parece até que estamos precisando, implorando favor.
Depois da ascensão das máquinas de atendimento, onde elas falam, sorriem, orientam, até interagem com os sofredores, clientes desavisados, a coisa piorou.
Após  a Telemar se extinguir, o nosso telefone foi jogado para os ombros da OI, que domina o mercado, mas atendimento que é bom, só com a máquina.
Assim viramos vítimas do mau atendimento, cansados de sofrer por não ter atenção de nenhum humano, resolvemos acatar uma propaganda que veio do nosso canal fechado, telefone de um real e ligação para todo  o pais em todos os fixos e celulares “escuros”.
Assim caímos em mais um armadilha, pois decidimos comprar o aparelho imitando celular, mas não disseram que a gente tinha que ficar carregando, porque o que carrega é somente com o  pedestal, como eu pensava que somente santo que tinha pedestal, não caí do pedestal, mas caí feio do cavalo.
Ao receber o produto vi a bronca e quando consegui milagrosamente falar com um ser humano ela disse que eu tinha que aguardar regulamentar a linha, depois de alguns dias ao regulamentar o aparelho liguei novamente e fui encaminhado para outro número, esse número não tinha ser humano e as  infinitas escolhas numéricas terminava em “obrigado pela ligação”.
Mas como todo escritor é criativo, descobri um chat no site do “Escuro”, que depois de inúmeras tentativas, apareceu um ser humano que disse não poder fazer nada quanto a isso, se arrependeu,  “dançou”!  E o tempo de avaliação do produto?
Agora a gente vai procurar chorar no PROCON ou passar a vida carregando aparelhos e descarregando a nossa paciência.




Marcelo de Oliveira Souza
http://marceloescritor2.blogspot.com
www.poesiassemfronteiras.no.comunidades.net

domingo, 14 de outubro de 2012

Dia dos Professores

Dia dos Professores

 

Sempre comentamos  com as pessoas que o professor de hoje é um  verdadeiro super-herói, tentamos  passar adiante  o que  os profissionais da educação fazem em prol da sociedade, a sua importância no nosso meio.

Em tempos de violência, as pessoas esquecem que    a grande base da pirâmide social é a família e igreja, depois dela a escola desponta como alicerce, onde a criança passa a maior parte do seu tempo.

Essa  instituição pública é o desembocadouro de todo tipo de pessoas, índoles, religião e tudo que possa miscigenar, cabendo ao professor conciliar  todos os problemas que certamente surgirão.

A sociedade está cada vez mais violenta, a falta de respeito e amor ao próximo virou uma constante, muitos  sociólogos estudam essa problemática, porém a resposta para essa situação está estampada em nossa frente: Educação.

Em tempos de governantes estrelados, percebemos que a violência aumentou, a droga se disseminou, a educação se dilui, a falta de oportunidades segue atrás.

As promessas dos nossos mandatários  é de fortalecer a segurança, mas a falta de oportunidades na educação, vai gerar ciclicamente violência.

Administrar a Educação não é colocar escolas e por seguinte dar nomes bonitos a elas,  não é criar projetos pífios que não vão a lugar nenhum, administrar educação não é obrigar professor fazer prova de certificação; gerir educação é nortear alunos e professores para o desenvolvimento de ambos, com propostas que possam tirar o alunado do obscuro, criando mais oportunidades para eles.

Não adianta alardear nos segmentos da valorosa imprensa  que a educação vai bem, se ela fosse bem, não existia essa convulsão social onde a falta de oportunidades transformou regiões de favelas em verdadeiros guetos cujo  poder paralelo se consolidou.

Nesse dia dos professores vamos glorificá-los, pois a situação não está pior ainda porque os nossos heróis  da caneta ainda norteiam muita gente que quer crescer, senão a anarquia geral e irrestrita já estaria dominando a "terra brasilis".

Grandes profissionais do magistério sigam em frente, sem olhar para trás,  pois não existe mal que dure para sempre, pois a vitória de quem pratica o bem é certa!

 

Marcelo de Oliveira Souza


Marcelo de Oliveira Souza
http://marceloescritor2.blogspot.com
www.poesiassemfronteiras.no.comunidades.net

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Nota de Falecimento


Nota de Falecimento

Gostaríamos de informar que a Sra. Joelina Souza Ramos, carinhosamente apelidada por Lei/ Jói ; Filha da saudosa Eurídes Borges de Souza;  natural de Pedras ( Baixa Grande) - BA, faleceu no dia 02/10/2012 em Aracaju.
O seu sepultamento foi em Salvador nesse mesmo dia, agradecemos a todos os parentes e amigos que compareceram à cerimônia e aproveitamos para informar a todos que a missa de trigésimo dia vai ser na mesma cidade do sepultamento, Salvador,  no dia 31/10 às 17h, na Igreja do Santíssimo Sacramento, mais conhecida como Igreja São Raimundo, na rua de mesmo nome, localizada no centro, perto do  Orixás Center e da Caixa Econômica Federal.

****************************************************************************


Amor de tia


Pequena na estatura
Grande nas atitudes
Joelina colecionava amigos.
Estava em todos os cantos
Amparava todos com seu carinho,
Léi seguiu o seu caminho
A gente aqui sente sua falta.
Mas o chamamento divino
Inquestionável...
Nos faz aceitar,
Mesmo sentido sua ausência,
A Boutique do nosso caminho.

Santo Antônio o acompanhou
Contudo sua forte presença
Vai ficar na nossa lembrança
Minha tia do nascimento
Do meu crescimento e da formatura
e de todos o momentos
Que cravaram seu nome
Para sempre na nossa memória
E no nosso coração.

Marcelo de Oliveira Souza




sábado, 6 de outubro de 2012

O Prazer de Brincar

O Prazer de Brincar




video



O dia das crianças está chegando, muitas lojas se animando, como sempre o consumismo vigora, tomando o espaço da mídia com muitas "ofertas" para comemorar o seu dia.
O consumismo é tão grande que querem trocar o feriado nacional, que é de Nossa Senhora Aparecida, pelo dia das crianças, a homenagem do feriado é   da padroeira do Brasil, mas como a nossa padroeira só alimenta a alma e não os bolsos dos empresários, a sociedade está esquecendo o feriado católico.
Assim, esse dia  que é mais uma data privilegiada pelo consumismo, isso é muito sério, pois a criancinha não tem noção das coisas, ela está aprendendo aos poucos e cabe aos seus pais e mães orientarem e conversarem sobre esse grande problema.
Muitos deles esquecem a nossa maior lição, que é a do amor e companheirismo e "enforcam" o cartão de crédito para comprar o presente que a criança tanto almeja.
A lembrança tem a sua importância, contudo o mais importante para a criança é o companheirismo dos seus responsáveis.
No dia das crianças, olhe seu filho com carinho e vá brincar com ele, pois a criança só quer uma coisa: O PRAZER DE BRINCAR.


Marcelo de Oliveira Souza


Marcelo de Oliveira Souza
http://marceloescritor2.blogspot.com
www.poesiassemfronteiras.no.comunidades.net

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

A volta do Horário de Verão

A volta do Horário de Verão!

 

 

Quando há propaganda política percebemos como a falsidade reina, políticos rindo à toa, abraçando com humildade a classe desfavorecida.

Antes de entrar no poder os "poderosos" nos chamam de patrão, amigo, colega, tomam café com o povão, na xícara sem asa, até em ônibus eles passam a freqüentar.

Até hoje não sabemos por que o povo aceita esse afago maldito, sabendo que ao chegarem ao poder o "jogo" muda.

Aproveitemos que a memória ainda está fresca e percebamos o quanto estamos sofrendo com o prefeito João que desistiu da cidade e com o governador Jaques, que castiga o nosso povo de tudo quanto é forma, agora ele inventa o retorno do horário de verão, ninguém que trabalha e acorda cedo quer, e o que recebemos?

Um novo horário de verão! Vamos despejar nossa raiva na eleição e dar um grande NÃO, para esses políticos que NÃO gostam do povo e se sentem dono do povo e da máquina administrativa.

 

 

Marcelo de Oliveira Souza

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Banda de Pagode ou de Delinquência?




Banda de Pagode ou de delinquência?


Os componentes de uma banda de pagode "News não sei de quê" acabaram de sair da prisão, sendo acusados de estuprarem  as garotas no seu veículo de trabalho, um ônibus.
As adolescentes entraram no veículo-armadilha para tirar algumas fotos e pedir autógrafos aos "artistas" e foram estupradas por todos os rapazes que ali estavam, fazendo o maior rodízio.
Essas bandas de pagode  usam a mulher como tema de música pornográfica, expondo a humilhações públicas e  ainda têm mulheres que se dispõem a assistir esse espetáculo deprimente, onde são tratadas como pedaços de carne que satisfazem o desejo.
Elas, mesmo humilhadas verbalmente  respondem balançando as nádegas, com trejeitos insinuando a cópula.
Encima  eles gritam, embaixo o outros alucinados urram, nessa apresentação alucinante muita coisa acontece, será que ninguém percebe que essas músicas só faz mal à sociedade?
Longe de declararmos a volta da ditadura, mas essa exposição da mídia a shows deprimentes só pode acontecer isso, nesse caso o problema foi maior por um lado, pois o estupro foi dentro da armadilha, o covil deles, mas em quantos casos a violência não começa a partir de uma apresentação medíocre dessas.
O pior de tudo é que muitas outras mulheres e adolescentes ainda esperaram os suspeitos de estupro com a maior gritaria, a maior alegria, esperando mais uma apresentação deprimente de mais uma banda dita de pagode e ainda tem quem compre ingressos e o pior, CDs dessas bandas para atormentar a mente do vizinho e das pessoas que são obrigadas a dividir essa loucura que são tristemente chamadas de música.


Marcelo de Oliveira Souza

Antologia Gratuita sobre Gonçalves Dias




a) ANTOLOGIA “MIL POEMAS PARA GONÇALVES DIAS”
- cada Poeta poderá apresentar até cinco (cinco) poemas homenageando Gonçalves Dias. Formato A4, times New Roman, tamanho 12, espaço 1,0.
- enviar adjunto currículo literário resumido (no máximo seis linhas), em que conste data de nascimento, cidade e país de origem; com foto atualizada, 
- a aceitação dar-se-á na ordem de recebimento da (s) obra(s), até se completarem os 1000 (mil) poemas. Um mesmo autor poderá mandar uma poesia, caso queira enviar outra obra posteriormente, dentro do limite de cinco (05) por Poeta, poderá fazê-lo, indicando que já enviou uma primeira obra; sendo colocadas todas juntas.
Envio de Poesias para: dilercy@hotmail.com

ESTUDOS E PESQUISAS
- cada autor ou co-autor poderá enviar até dois (02) textos, com o máximo de 20 (vinte) páginas, formato A4, Times new Roman, tamanho 12, espaço 1, incluindo bibliografia e fotos.
- ao enviar sua obra, deverá vir acompanhada pequena bio-bliografia, com foto atualizada, em que conste o motivo de participar da antologia; cidade e país de origem; 
- a publicação se dará na ordem de recebimento da (s) obra(s). 
Envio de Trabalhos para: vazleopoldo@hotmail.com



segunda-feira, 1 de outubro de 2012

II Concurso Literário de Poesias PAGUE MENOS


A Rede de Farmácia Pague Menos, com sede em Fortaleza deu um passo à frente das outras empresas.
Já organiza um concurso nacional de poesias pela segunda vez.
Esse ano fui premiado com Menção Honrosa, ansioso para a próxima versão!

Marcelo de Oliveira Souza
http://marceloescritor2.blogspot.com
www.poesiassemfronteiras.no.comunidades.net

Brasileira vende Virgindade


Brasileira Vende Virgindade


Antes, essa condição  que era tão valiosa, um símbolo que era levado até o casamento, uma prova de amor para com o cônjuge, hoje virou  mercadoria.
Assim que a estudante Catarina fala sobre a sua virgindade, a mulher foi selecionada por um programa australiano Procurando Virgens, essa pessoa que colocou a sua condição em leilão, já tem diversas propostas, a maior delas já ultrapassa duzentos mil reais.
A sua genitora foi inquirida sobre esse leilão, foi dito que ela queria somente a felicidade da filha, não falou em apoiar, mas a imprensa sensacionalista já disse que os pais apóiam.
A mulher falou que isso não é prostituição, pois quem faz  somente uma vez não pode ter esse rótulo, tentando desviar a má conduta e o péssimo exemplo para a sociedade e futuramente até para os seus descendentes, entre risos e brincadeiras, ela vai embolsar uma boa grana.
Assim é o nosso mundo que está se destruindo em meio a consumismo, onde jovens de classe média alta estão se prostituindo  e roubando, em nome do vil metal.
Agora se pessoas ditas "de família" estão dando esses exemplos, imagine o que  outras que não têm oportunidade e que vêm de lares desfavoráveis estão sujeitas a fazer se acompanharem esse péssimo modelo de comportamento, pois aqui no Brasil a nossa sociedade do capitalismo selvagem não perdoa, só valoriza que tem dinheiro e depois todos ficam estarrecidos com atos de cinismo ou de desespero em prol da roda da fortuna e do dinheiro fácil.




Marcelo de Oliveira Souza
http://marceloescritor2.blogspot.com
www.poesiassemfronteiras.no.comunidades.net